ASSINE: (14) 3104-3144  |  ATENDIMENTO JC  |  BUSCA  |  EDIÇÃO DIGITAL  |  SEGUNDA-FEIRA
JCNET.com.br
Bauru e grande região - Domingo, 29 de maio de 2016
máx. 23° / min. 20°
Cultura

Rock in Rio 2011: a hora e a vez do pop

Katy Parry abre a programação do Rock in Rio amanhã, às 21h30. Esta é a edição mais feminina da história do festival.

Reprodução
Katy Perry abre a programação do Rock in Rio amanhã, às 21h30

Dez anos depois, o Rock in Rio volta amanhã para seu berço. Depois de uma década de eventos da franquia em Lisboa e Madri, o festival lança sua quarta edição brasileira - e a mais pop de todas.

Em sete dias - de sexta a domingo e de quinta a domingo da semana que vem -, o Rock in Rio 2011 tem apenas três noites consideradas, sem restrições, como “roqueiras”.

As principais atrações dessas noites são Red Hot Chili Peppers, Metallica e Guns N’ Roses. Uma quarta data tem o Coldplay fechando o dia, mas o resto da escalação tende para música pop.

O que dá o tom do festival é uma enxurrada de nomes que alugaram as paradas  nos últimos dois ou três anos.

Rihanna, Katy Perry, Shakira, Maroon 5 e Ke$ha tiveram, juntos, 32 canções entre as dez mais vendidas nos EUA. Mesmo na categoria “veteranos”, com Guns N’ Roses em seu terceiro Rock in Rio consecutivo, a balança pesa para nomes pop, como Stevie Wonder, 61, e Elton John, 64.

Entre artistas brasileiros, enquanto um Sepultura é colocado no segundo palco, a arena principal terá Claudia Leitte e Ivete Sangalo.

Além do caráter pop, a nova edição do festival é a mais feminina da história. Nos 56 shows programados para os palcos Mundo e Sunset, 23 cantoras vão se apresentar.

Para Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial - atração roqueira que vai para seu terceiro Rock in Rio -, a estranheza das muitas atrações pop não leva em conta o histórico do festival.

“Desde a primeira edição, em 1985, o Rock in Rio teve essa mistura. Lá estavam o Iron Maiden e o Ozzy, mas também Elba Ramalho”, declara Dinho. A cantora, aliás, participou também das outras edições brasileiras do festival, em 1991 e 2001.

Dinho aponta isso até como uma tendência “brasileira” que outros eventos no mundo seguem. Neste ano, o tradicional Glastonbury, na Inglaterra, considerado o maior do gênero, teve como seus três nomes principais  U2, Coldplay e Beyoncé, uma das rainhas do pop. As 700 mil pessoas que esgotaram os ingressos são avalistas da mistura de estilos.

 

Programação


 

Sexta, 23/9

21h30 - Katy Perry

22h50 - Elton John

0h20 - Rihanna
 

Sábado, 24/9

15h40 - Tulipa Ruiz e Nação Zumbi

18h - Mike Patton & Mondo Cane e Orquestra Sinfônica de Heliópolis

0h20 - Red Hot Chili Pepper
 

Domingo, 25/9

16h45 - Angra e Tarja Turunen

18h - Sepultura e Tambours du Bronx

0h20 - Metallica
 

Quinta, 29/9

16h45 - Afrika Bambaataa e Paula Lima

22h50 - Ke$ha

0h20 - Stevie Wonde
 

Sexta, 30/9

15h40 - João Donato e Céu

16h45 - Cidade Negra, Martinho da Vila e Emicida

0h20 - Shakir
 


Sábado, 1/10

18h - Erasmo Carlos e Arnaldo Antunes

21h30 - Maná

0h20 - Coldpla

 
Domingo, 2/10

15h40 - Mutantes e Tom Zé

22h20 - System of a Down

0h20 - Guns N’ Roses

 


Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2016 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP