ASSINE: (14) 3104-3144  |  ATENDIMENTO JC  |  BUSCA  |  NEWSLETTER  |  EDIÇÃO DIGITAL  |  SEGUNDA-FEIRA
JCNet.com.br
Bauru e grande região -
máx. 34° / min. 24°
Carregando
Política
Economia
Geral
Polícia
Bairros
Esportes
Regional
Cultura
Nacional
Internacional
Carnaval 2014
Classificados
Agendinha
Cinema
Bauru Pocket
Tribuna do Leitor
Entrelinhas
Tá Valendo
Em Confiança
Horóscopo
Falecimentos
JC na escola
Loterias
Atendimento JC
No JC
Esportes

São Paulo e Corinthians se encontram na Recopa 2013

Compartilhar via Facebook
Compartilhar via Google+

O São Paulo alcançou mais um título inédito para sua galeria com a Copa Sul-Americana. E agora tem vaga na Recopa-2013, contra o Corinthians, atual campeão da Libertadores. As datas precisam ser definidas pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

O curioso é que os tradicionais rivais só duelaram uma vez em torneios internacionais oficiais. Foi em 1994, quando disputaram a semifinal da extinta Copa Conmebol. Quem acabou triunfando na disputa foi o clube do Morumbi, que avançou nos pênaltis.

Depois o São Paulo foi campeão em cima do Peñarol, do Uruguai. Durante toda a campanha o time tricolor utilizou um time B, apelidado de "Expressinho". Essa foi a saída encontrada pelo clube para driblar um calendário inchado.

Jogadores como o goleiro Rogério, o zagueiro Bordon, o meia Juninho Paulista, e os atacantes Caio e Denilson, que eram promessas do São Paulo, foram os protagonistas da campanha continental. O técnico foi Muricy Ramalho, então auxiliar de Telê Santana.

Juninho Paulista, aliás, protagonizou algo raro. No mesmo dia em que participou da vitória sobre o Sporting Cristal, do Peru, por 3 a 1, no Morumbi (fez gol, inclusive), ele também disputou um jogo contra o Grêmio pelo Brasileiro.

Já o Corinthians, apesar de realizar boa campanha no Nacional, utilizou sua base na Copa Conmebol. Assim, jogadores como os atacantes Casagrande e Tupãzinho e o goleiro Ronaldo estiveram presentes nos jogos da equipe alvinegra.

Os dois jogos da semifinal entre os rivais foram no início de dezembro, no Pacaembu. O primeiro duelo terminou com vitória são-paulina por 4 a 3. No segundo os corintianos devolveram o revés e venceram por 3 a 2.

Na época, os torneios da Conmebol não tinham o critério de gols fora de casa, como ocorre hoje (com exceção das finais). Assim, a vaga foi decidida nos pênaltis.

Gralak e Leandro Silva erraram as cobranças pelo Corinthians. Caio foi o único são-paulino que falhou.
Na final, o São Paulo venceu o Peñarol por 6 a 1, no Morumbi, e perdeu por 3 a 0, no estádio Centenário, em Montevidéu. Foi suficiente para faturar o troféu.





publicidade




Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2014 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP