ASSINE: (14) 3104-3144  |  ATENDIMENTO JC  |  BUSCA  |  NEWSLETTER  |  EDIÇÃO DIGITAL  |  SEGUNDA-FEIRA
JCNet.com.br
Bauru e grande região -
máx. 24° / min. 14°
Carregando
Política
Economia
Geral
Polícia
Bairros
Esportes
Regional
Cultura
Nacional
Internacional
Carnaval 2014
Classificados
Agendinha
Cinema
Bauru Pocket
Tribuna do Leitor
Entrelinha
Em Confiança
Horóscopo
Falecimentos
JC na escola
Loterias
Atendimento JC
No JC
Esportes

Vasco: 5 anos depois, time cai de novo para a Série B

Compartilhar via Facebook
Compartilhar via Google+

Cinco anos e um dia depois, o Vasco vive o drama de ser rebaixado mais uma vez para a Série B do Campeonato Brasileiro. Na partida realizada na Arena Joinville, o time carioca foi goleado pelo Atlético-PR por 5 a 1 e terminou o torneio na 18ª posição, com 44 pontos.

Divulgação
O time carioca foi goleado pelo Atlético-PR por 5 a 1 neste domingo (8)

Por outro lado, o time de Vágner Mancini comemora o terceiro lugar no Nacional, com 64 pontos, que garante vaga na Libertadores em 2014.

O jogo ficou parado por cerca de uma hora e 15 minutos e foi marcado por uma grande briga nas arquibancadas, com quatro torcedores feridos.

O artilheiro do torneio, Éderson, marcou três gols dos paranaenses -Marcelo e Paulo Baier fizeram os outros dois. Edmílson fez o gol de honra dos cariocas.

No dia 7 de dezembro de 2008, o Vasco viveu seu primeiro rebaixamento. Foi campeão da Série B em 2009, voltando à elite no ano seguinte.

Coincidentemente, naquela ocasião, os vascaínos perderam para o Vitória que era comandado por Vágner Mancini, neste domingo no Atlético-PR.

Com salários atrasados, o Vasco sofreu durante todo este Brasileiro. Foram três trocas de técnicos ao longo da competição -quatro na temporada.

Paulo Autuori, que estreou no Estadual, foi o primeiro a comandar os cariocas por cerca de três meses. Sem resultados, foi substituído por Dorival Júnior, que ficou o mesmo período que seu antecessor.
Adílson Batista chegou para tentar evitar o rebaixamento, mas não conseguiu. O Vasco passou 16 rodadas na zona da degola.

ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão (Juninho); Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier (Zezinho); Marcelo (Felipe) e Ederson. Técnico: Vagner Mancini

VASCO
Alessandro; Fagner, Renato Silva, Cris e Yotún; Wendel (Bernardo), Abuda, Pedro Ken e Marlone (Tenório); Thalles (Reginaldo) e Edmilson. Técnico: Adilson Batista

Estádio: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Gols: Paulo Baier, aos 4 min, Edmilson, aos 39 min, e Ederson, aos 43 min do 1º tempo; Ederson, aos 18 min e aos 40 min, e Marcelo, aos 36 min do 2º tempo
Cartão amarelo: Pedro Ken (V)
Renda: R$ 346.340
Público: 8.978 pagantes
    
Fluminense vence Bahia, mas é rebaixado mais uma vez

esmo vencendo o Bahia por 2 a 1 neste domingo (8), o Fluminense não conseguiu evitar o rebaixamento. Na Fonte Nova, a equipe carioca, campeã nacional em 2012, teve a queda para a Série B decretada na última rodada do Campeonato Brasileiro.

Isso porque o Coritiba - rival direto na briga contra a degola- venceu o São Paulo por 1 a 0 e garantiu sua permanência na elite do futebol. Assim, o Flu termina o ano com 46 pontos, na 17ª colocação, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Vasco.

O Bahia, que se livrou do sufoco na penúltima rodada, encerra sua participação no Nacional com 48 pontos, na 14ª posição.

William Barbio, aos 42 min do primeiro tempo, abriu o placar para os donos da casa. No segundo tempo, Wagner empatou, e Samuel marcou o gol da vitória do Fluminense.

O atacante Fred, que se recupera de uma grave lesão muscular, assistiu à partida em Salvador. Quando ficou sabendo do resultado final do jogo entre São Paulo e Coritiba, o atacante deixou um dos camarotes da Fonte Nova com os olhos marejados.

BAHIA

Marcelo Lomba; Fabrício Lusa, Titi (Feijão), Demerson e Raul; Fahel, Rafael Miranda, Talisca e Marquinhos Gabriel (Diones); William Barbio (Wangler) e Fernandão. Técnico: Cristóvão Borges

FLUMINENSE

Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Leandro Euzébio e Igor Julião (Samuel); Edinho, Jean, Wágner e Kennedy (Robert); Biro Biro (Rafinha) e Rafael Sobis. Técnico: Dorival Júnior

Estádio: Fonte Nova, em Salvador

Árbitro: Leandro Vuaden (RS)

Cartões amarelos: Talisca (B) e Igor Julião (F)

Gols: William Barbio, aos 42 min do 1º tempo; Wágner, aos 10 min, e Samuel, aos 37 min do 2º tempo

Público: 40.249 pagantes

Renda: R$ 732.290,00





publicidade


Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2014 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP