ASSINE: (14) 3104-3144  |  ATENDIMENTO JC  |  BUSCA  |  NEWSLETTER  |  EDIÇÃO DIGITAL  |  SEGUNDA-FEIRA
JCNet.com.br
Bauru e grande região -
máx. 32° / min. 17°
Carregando
Política
Economia
Geral
Polícia
Bairros
Esportes
Regional
Cultura
Nacional
Internacional
Carnaval 2014
Classificados
Agendinha
Cinema
Bauru Pocket
Tribuna do Leitor
Entrelinhas
Tá Valendo
Em Confiança
Horóscopo
Falecimentos
JC na escola
Loterias
Atendimento JC
No JC
Política

Marcelo se elege e dá tom para 2012

Vereador que presidirá o diretório tucano conclama: ‘Acho que chegou a hora do PSDB ser governo em nossa cidade’

Compartilhar via Facebook
Compartilhar via Google+
Já na condição de presidente do diretório municipal do PSDB em Bauru, o vereador Marcelo Borges discursou ontem, na Câmara Municipal, conclamando a militância para as eleições municipais de 2012. Sua eleição ocorreu durante a convenção municipal que escolheu a nova composição do diretório e os membros da Comissão Executiva da legenda, num encontro que reuniu a principal liderança do partido, deputado Pedro Tobias, e militância tucana na manhã de ontem, na Câmara Municipal.

“Acho que chegou a hora do PSDB ser governo em nossa cidade. Temos vários quadros e vamos à vitória. Quero agradecer e vamos fazer o partido para ganhar a eleição”, frisou Borges ao finalizar seu discurso e receber os aplausos dos presentes no plenário e na galeria do Legislativo.

Já em entrevista posterior ao JC, Borges foi mais comedido. “Ainda é cedo para decidir a candidatura. Mas que o PSDB vai ter um candidato é certeza. E vamos trabalhar para isso. Vejo muito entusiasmo na militância”. Ele define a agenda do diretório municipal citando a negociação com outros partidos em busca de alianças fortes, a preparação do plano de governo e a chapa de vereadores. “Entraremos para ganhar a eleição. Chegou o momento do PSDB governar Bauru”, disse o tucano.




“Mentiras”


Borges afirmou, em seu discurso aos tucanos e simpatizantes, sua certeza de que o partido irá para a campanha com orgulho. “Nós participamos de cinco eleições, mas não mentimos para ganhar eleição. Teve muita mentira para ganhar eleição. Infelizmente, tem hora que o pessoal fala: ‘É importante mentir para ganhar eleição’. Não! Eu prefiro perder eleição e não mentir. Porque depois fica a situação em que está a Saúde em nosso município. Não sabe se vai terceirizar, se vai criar uma fundação, não sabe se vai dar gratificação para o pronto-socorro. Está perdido”, disse, em crítica ao governo de Rodrigo Agostinho.

Na sequência, Borges arrematou em tom de campanha municipal: “Nesses anos em que o PSDB não foi governo, a cidade perdeu muito. Uma sintonia com o governo estadual é importante. Daria para fazer muita coisa. Apesar de ter sido oposição, o PSDB fez muita coisa.”

O tucano citou a implantação do Hospital Estadual, Instituto da Mama, Fatec, a construção da avenida Nações Norte e o Ambulatório de Especialidades Médicas (AME). “Estamos querendo construir mais duas escolas e construindo uma na Vila Dutra e na Nova Bauru. Há mais de três anos que estamos querendo terreno, que é só a parte do município”, ressaltou, em tom de crítica novamente.

Aliás, Borges criticou vários setores da prefeitura, entre eles o DAE, e citou que, até então, as pessoas não enviavam cartas para a Tribuna do Leitor, coluna diária do JC, e solicitavam a vereadores para tapar vazamentos de água. “São 10, 15 dias para tapar um vazamento”, diz.

Caio Coube, que disputou as duas últimas eleições, definiu que o nome de Marcelo Borges para candidato a prefeito é forte por sua experiência, sua trajetória política e, agora, por estar no comando do partido em Bauru. A convenção tucana reuniu ainda outras lideranças importantes do partido, com destaque para a volta de Élio Busch ao ninho. Participaram do encontro o ex-deputado Carlos Braga, o ex-vereador Benedito da Silva, o ex-tucano e ex-vereador Toninho Garmes (PSB) e o vereador demista José Roberto Martins Segalla, que, de passagem, deixou um abraço. Ontem, a família Busch estava em peso na convenção partidária, com três gerações: Élio e Neide, o filho Guilherme e os netos Bruno, médico em Iacanga, e Eduardo, estudante universitário prestes a se formar.



____________________


Vice disputada e Conselho


Enquanto os filiados votavam, iniciou-se uma disputa para definir a vice-presidência da Comissão Executiva Municipal. Marcelo Grazziani e Roni Apolinário apresentaram interesse pelo cargo, que dá direito a substituir o eleito Marcelo Borges. Os pretendentes a vice não quiseram colocar seus nomes para votação no plenário e nenhum dos dois abdicou em favor do outro. Borges ganhou sua primeira grande decisão mesmo antes de ter seu nome referendado nas urnas. O tucano, experiente, deixou a decisão para as lideranças do partido em Bauru. No final, o nome de Antônio Carlos da Silva, conhecido como Toninho da Paróquia Santo Antônio, foi indicado e aceitou a vice-presidência da Comissão Executiva do PSDB.

A eleição do diretório peesedebista de Bauru para o biênio 2011/2012 foi conduzida pelo então presidente do diretório, Gilson Rodrigues de Lima, que computou 63 votantes após 1h15 de abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Bauru, a partir das 9h. Por aclamação, os presentes na reunião definiram a criação de um Conselho de Ex-Presidentes, um órgão consultivo para orientação partidária. Integram o Conselho o deputado Pedro Tobias, Ricardo Carrijo, Caio Coube, Gilson Rodrigues de Lima, Carlos Roberto Ladeira, o ex-deputado Carlos Braga e Élio Busch.

Tinham direito a voto os filiados ao partido até 31 de janeiro deste ano. O PSDB possui cerca de 2.650 filiados em Bauru. Ao todo foram eleitos 45 membros titulares do diretório municipal integrantes da chapa única, denominada ‘União Rumo a 2012’.



____________________


Gatuno na CDHU


O tucano Carlos Ladeira entrou para votar no plenário do Legislativo às 11h59, ontem. Ao se dirigir à convenção municipal partidária, contou que foi surpreendido com um furto de equipamentos de informática na sede da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), na quadra 20 da rua Manuel Bento da Cruz. Segundo ele, a porta dos fundos do imóvel estava arrombada e, de pronto, constatou ao chegar, por volta das 9h, que faltavam três conjuntos completos de computadores, inclusive com a subtração dos estabilizadores de voltagem. Na fuga, o gatuno deixou na parte externa do imóvel parte dos equipamentos acondicionados em um saco de carvão para churrasco.



____________________


Líder ainda indefinido


Com a eleição do diretório municipal, não será automática a ascensão do vereador Fernando Mantovani à liderança da bancada tucana na Câmara, espaço político ocupado por Marcelo Borges e ainda tendo como pretendente o vereador tucano Gilberto Giba dos Santos. O partido e a bancada tucana se reunirão para discutir mais essa questão.

O deputado estadual Pedro Tobias ressaltou ontem que todos os partidos, inclusive o seu, passam por uma séria crise com relação ao distanciamento da militância e que é preciso retomar o ideal que norteou a fundação do PSDB. O deputado tucano falou para as lideranças durante a convenção municipal que apontou o vereador Marcelo Borges como presidente do diretório municipal.

Tobias aconselhou Borges que, na condição de novo presidente municipal do PSDB, assuma a tarefa de reaproximar a militância da vida partidária. Em seu discurso, Borges citou que fez contas e após 23 anos assumia novamente uma presidência. Em 1988, ele presidiu a comissão provisória do PSDB em Bauru. O ex-tucano e ex-vereador Toninho Garmes (PSB) foi recebido pelo deputado Pedro Tobias ontem e ficaram por algum tempo conversando. Antes, Tobias fez uma analogia, em tom de brincadeira, ao dizer que quer assinar a ficha de filiação de Garmes. O deputado comentou que Garmes é um amigo de grande jornada e que o ex-vereador tem o PSDB como “mulher”, esposa. Outro visitante ilustre na convenção tucana foi o vereador José Roberto Segalla (DEM).

Outros partidos seriam suas amantes, mas que volta sempre para o PSDB. O gerente regional da CDHU, Carlos Ladeira, lamentou, em tom ameno, o furto de seu óculos de sol Ray-Ban ontem da sede da companhia estadual, invadida possivelmente na madrugada. A regional da CDHU ficou sem três computadores, além de outros objetos. Quase que Ladeira perde a urna aberta para votar em Marcelo Borges na convenção.



____________________


Tobias pode desistir da presidência estadual


O deputado estadual Pedro Tobias comentou ontem sua intenção de desistir de disputar a presidência do diretório estadual do PSDB. Ao JC, ele argumenta a favor de sua desistência pela mudança na sua rotina como médico, tendo que circular por todo o Estado nas articulações políticas. “Poderíamos pegar alguém com mais fôlego.”

No entanto, a decisão necessita passar por uma conversa com o governador Geraldo Alckmin e o grupo político que o apoia. Tobias cita que, se permanecer, não haverá disputa interna. “É candidato único. Não é um fato consumado 100%, mas quase 90%. Analisei porque vai mudar o perfil da minha vida. Vou me afastar muito da profissão e, para mim, não vale a pena”, destaca. Tobias diz que terá que convencer o grupo político que dá apoio a seu nome, porque interferirá nas articulações partidárias.

Em seu discurso ontem na convenção municipal do PSDB, ele alertou para a crise pela qual passam todos os partidos ao só lembrarem dos militantes no período eleitoral. “Os partidos estão passando dificuldades e não adianta a gente esconder as coisas”, alerta. Para o deputado estadual, o partido deve dar o devido reconhecimento ao militante. “Eu vejo a vida partidária, com todos nós, não é boa. Precisamos refletir sobre o que vamos fazer. Porque do jeito que está, não está boa. Todo mundo lembra do militante na época de eleição. Acabou a eleição, o militante não existe mais”, definiu.

O ex-governador Mário Covas morreu em 6 de março de 2001. Tobias aproveitou para homenagear os 10 anos do falecimento do ex-governador frisando algumas qualidades do político Covas, como a ética e a seriedade na vida política. “Está faltando para PSDB alguém como Mário Covas”, frisou em seu discurso.



____________________


Comissão Executiva Municipal


Presidente: vereador Marcelo Borges

Vice-presidente: Antônio Carlos da Silva Barros (Toninho da Paróquia Santo Antônio)

Secretário: João Lourenço dos Santos Neto

Tesoureiro: Valdir Caso

1º Vogal: Coaracy Antonio Domingues (Coaracy do DAE)

2º Vogal: Edinea Sita Cucci (ex-dirigente de ensino)


Suplentes

1º Gerson Moraes Filho (advogado e ex-presidente da OAB-SP, Subseção Bauru)

2º Marcus Vinícius Maluly Valim

3º Paulo Rogério Pereira (Paulinho da Cultura)

4º Maria Cristina Oliveira da Silva




publicidade




Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2014 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP