ASSINE: (14) 3104-3144  |  ATENDIMENTO JC  |  BUSCA  |  NEWSLETTER  |  EDIÇÃO DIGITAL  |  SEGUNDA-FEIRA
JCNet.com.br
Bauru e grande região -
máx. 35° / min. 21°
Carregando
Política
Economia
Geral
Polícia
Bairros
Esportes
Regional
Cultura
Nacional
Internacional
Eleições 2014
Classificados
Agendinha
Cinema
Bauru Pocket
Tribuna do Leitor
Entrelinhas
Tá Valendo
Em Confiança
Horóscopo
Falecimentos
JC na escola
Loterias
Atendimento JC
No JC
Regional

‘Manjar dos Deuses’ surgiu do bom improviso

Receita de Duartina delicia e inova com simplicidade do preparo com frutas colhidas no sítio

Compartilhar via Facebook
Compartilhar via Google+
João Rosan
Prato se classificou entre os cinco representantes da região para o Sabor São Paulo

Em uma receita cabe improviso para inovar no sabor. O manjar de amora de Duartina supera as encomendas do tradicional manjar de coco com calda e saborosas ameixas. A cozinheira Dalva Maria Dionísio Carloni, criadora do “Manjar dos Deuses”, como foi batizada a sobremesa, está muito surpresa pela repercussão obtida ao ter seu prato classificado entre os cinco representantes da região de Bauru para a etapa estadual do Festival Gastronômico Sabor de São Paulo.

Dalva reside em um sítio distante cerca de três quilômetros do centro de Duartina. Ela atende encomendas para almoços e jantares. Em um pedido veio com acréscimo de inclusão da sobremesa de manjar de ameixa.

Concentrada no pedido principal, ela fez primeiro o manjar de coco e deixou a calda de ameixa para posterior finalização da sobremesa. Ato término do preparo da refeição, a cozinheira de Duartina lembrou-se que faltava o doce. Dalva conta que naquele momento não acharia nenhuma loja aberta na cidade para adquirir as ameixas e finalizar a sobremesa.

Pressionada pelo prazo de entrega da encomenda, a cozinheira teve um insight. Olhou pela janela e deu de cara com uma solução ao alcance de suas mãos. Correu para o quintal e colheu amoras. Recheou o manjar de coco com a fruta em substituição da ameixa tradicional e agradou a todos. Tentei a sorte. ‘E não é que deu certo’, comemora.


De família

Isso foi há 10 anos. No entanto, a cozinheira percebeu que a receita poderia ser aprimorada. Retirou dos seus arquivos de receitas da família um creme. Melhorou a consistência e somou com a amora. “Nunca mais comprei ameixa”, conta. Surgiu o “Manjar dos Deuses”, que tira o “huuuum” dos paladares mais exigentes.  

É uma receita muito especial e antiga. ‘Aprendi com os avós de meu marido e tem todo um segredo de família. Ganha os paladares mais exigentes”, define a cozinheira. O doce é conhecido na região, tanto que Regina recebe encomendas e visitas de gente de Bauru, Botucatu, Brotas, Pardinho. Dalva comenta que não imaginava ser classificada entre os mais de 200 inscritos na fase regional do Festival Sabor de SP. A moradora de Duartina conta que havia excepcionais concorrentes. Não tinha esperança de que fosse classificada, considera.

Porém, o “Manjar dos Deuses” de Duartina segue firme para a etapa estadual, momento da escolha das delícias da culinária paulista que serão estampadas no Guia de Turismo Gastronômico, pensado para distribuição em locais de acesso de turistas, como aeroportos. Dalva credita a Graziela, funcionária da prefeitura de Duartina, a realização do sonho de expor seus dotes culinários para o Estado de São Paulo. Graziela foi quem efetuou sua inscrição na fase regional.

Dalva fala com a honestidade da gente simples da região de Bauru quando minimiza sua capacidade criativa. O “Manjar dos Deuses” saiu do seu conhecimento ao manipular na cozinha a amora, fruta que também é transformada em geleia. O doce projetará para o Estado o Pesqueiro Santa Luzia, em Duartina, recanto da região em que Dalva fascina seus clientes com sua culinária saborosa.
 

Confira as cinco receitas classificadas aqui





publicidade


Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2014 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP