Bauru e grande região - Domingo, 19 de novembro de 2017
máx. 27° / min. 22°
14/11/17 07:00 - Opinião

Prefeitura de Bauru não quer o fechamento do Branemark!

Roberto Pallu

Em 2004, a Prefeitura de Bauru cedeu o uso de um terreno público para que o Instituto Branemark pudesse instalar serviço especializado para atendimento a pessoas que precisavam realizar implantes odontológicos específicos. A formalização da cessão de uso do terreno foi firmada em Lei Municipal, com tempo de cessão de uso por dez anos.

Mas, recentemente, o Ministério Público Estadual entrou com Ação Civil Pública contra o Instituto Branemark (processo nº 1025429-50.2017.8.26.0071 - 2ª Vara da Fazenda Pública em Bauru). Ele alega que o Instituto não cumpriu o número de atendimentos que a Lei Municipal havia estipulado, e que além disso, não garantiu a gratuidade nos atendimentos realizados.

Sabendo da importância do Instituto para a população, desde o início deste ano, antes da ação movida pelo Ministério Público ser protocolada, a Prefeitura não poupou esforços para defender a permanência do Instituto Branemark na cidade de Bauru. Prova disso, é que chamou o Instituto para elaboração de acordo, com o objetivo de levar em juízo uma proposta de continuidade de atendimento para a população.

Além do acordo, a Prefeitura de Bauru solicitou o uso compartilhado do prédio, em espaço autorizado pelo Instituto Branemark. Na área liberada, a Prefeitura sugeriu fazer a casa da mulher, um local que garante benefícios para a saúde e acolhimento da mulher.

Após a reunião, como não houve avanço para a solução do problema, a Prefeitura enviou a proposta de acordo diretamente ao Instituto. Porém, o próprio Instituto não deu retorno, ou seja, ignorou o texto elaborado para o acordo, e alegou que não tinha a aprovação do Ministério Público para que Instituto e Prefeitura encerrassem o processo.

Agora, a Prefeitura de Bauru depende do parecer do Ministério Público para prosseguir com a proposta de solução e permanência do Instituto Branemark em Bauru e para que a população não perca a continuidade de seus tratamentos.

Desta forma, são inverídicas e difamatórias as alegações de que a Prefeitura de Bauru seria a responsável pela saída ou perda do Instituto Branemark. As pessoas que têm divulgado esse tipo de mentira em redes sociais deveriam pensar como esses atos irresponsáveis afetam a vida da população e não agregam para a solução do caso.

Por tudo isso, a Prefeitura de Bauru continua à disposição de todos que tenham qualquer dúvida sobre o empenho que tem tido para manter o Instituto Branemark em nossa cidade.

O autor é coordenador de Comunicação da Prefeitura de Bauru.





publicidade
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2017 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP