Bauru e grande região

Auto Mercado

Nascida nas pistas

Triumph Street Triple ganha novo visual e usa experiência no Moto2 para ganhar melhor dinâmica

por Cosimo Curatola

13/11/2019 - 03h27

Alessio Barbanti/Divulgação

Os faróis de led com tecnologia DRL foram redesenhados com uma forma mais decisiva e distinta: são mais brancos e brilhantes em favor de uma clara melhoria na visibilidade

A nova Triumph Street Triple RS deu um passo significativo em termos de desempenho na versão 2020. Para isso, a marca britânica recorreu à equipe de Moto2 da Triumph para atualizar de forma significativa o motor. Depois disso, foi adicionado um estilo totalmente novo e design mais agressivo, que se entrelaçam com as renomadas qualidades de ciclística, facilidade de direção e desempenho do motor de três cilindros.

O modelo foi preparado para ser a estrela no estande da marca no Eicma, no Salão de Milão, no início de novembro, o mais importante no mundo das motocicletas. A Triumph do Brasil, no entanto, não informa se o modelo será mostrado no Salão Duas Rodas, em São Paulo. O mais provável que é a nova Street Triple desembarque no Brasil no final de 2020 ou quando as unidades em estoque se esgotarem o que ocorrer primeiro.

Leve, rápida, divertida, ágil e elegante: desde o seu lançamento em 2007, a Street Triple perturbou o equilíbrio do mercado de motocicletas graças à sua forte personalidade e ao desempenho do seu motor de três cilindros. Redefiniu a categoria esportiva de média cilindrada e firmou-se no mercado como pela combinação de linhas esportivas, manuseio fácil, precisão de direção, potência disponível e som empolgante. Os técnicos da Triumph trabalharam duro para chegar à versão final desta nova Street Triple RS, que agora tem mais potência e mais torque. A atualização no motor 765, feita principalmente para ficar em conformidade com o Euro 5, deixou a potência em 123 cv a 11.750 rpm.

A moto traz instrumentação TFT com recursos avançados, como o sistema de conectividade My Triumph já instalado e pronto para ser usado com o módulo Bluetooth opcional. TFT com recursos avançados, como o sistema de conectividade My Triumph já instalado e pronto para ser usado com o módulo Bluetooth opcional.

 

Mais esportiva

A nova Triumph Street Triple RS deu um passo significativo em termos de desempenho na versão 2020. Para isso, a marca britânica recorreu à equipe de Moto2 da Triumph para atualizar de forma significativa o motor. Depois disso, foi adicionado um estilo totalmente novo e design mais agressivo, que se entrelaçam com as renomadas qualidades de ciclística, facilidade de direção e desempenho do motor de três cilindros.

O modelo foi preparado para ser a estrela no estande da marca no Eicma, no Salão de Milão, no início de novembro, o mais importante no mundo das motocicletas. A Triumph do Brasil, no entanto, não informa se o modelo será mostrado no Salão Duas Rodas, em São Paulo. O mais provável que é a nova Street Triple desembarque no Brasil no final de 2020 ou quando as unidades em estoque se esgotarem o que ocorrer primeiro.

Leve, rápida, divertida, ágil e elegante: desde o seu lançamento em 2007, a Street Triple perturbou o equilíbrio do mercado de motocicletas graças à sua forte personalidade e ao desempenho do seu motor de três cilindros. Redefiniu a categoria esportiva de média cilindrada e firmou-se no mercado como pela combinação de linhas esportivas, manuseio fácil, precisão de direção, potência disponível e som empolgante. Os técnicos da Triumph trabalharam duro para chegar à versão final desta nova Street Triple RS, que agora tem mais potência e mais torque. A atualização no motor 765, feita principalmente para ficar em conformidade com o Euro 5, deixou a potência em 123 cv a 11.750 rpm.

A moto traz instrumentação TFT com recursos avançados, como o sistema de conectividade My Triumph já instalado e pronto para ser usado com o módulo Bluetooth opcional. TFT com recursos avançados, como o sistema de conectividade My Triumph já instalado e pronto para ser usado com o módulo Bluetooth opcional.

Ler matéria completa