Bauru e grande região

Auto Mercado

Ano das picapes

Entre modelos inéditos e reestilizações, 2020 terá vários lançamentos

05/02/2020 - 03h44

Fotos: Divulgação

Tarok terá tamanho intermediário - será maior que a Saveiro e menor que a Amarok

As picapes terão participação importante este ano no mercado brasileiro. Várias marcas estão preparando novidades, que vão de produtos inéditos a remodelações profundas e mesmo reestilizações.

Um dos modelos mais aguardados é a Tarok. A Volkswagen não revelou detalhes do modelo. A marca informou apenas que a versão de produção será bem parecido com o protótipo revelado no Salão do Automóvel de São Paulo, em 2018.

A nova picape terá tamanho intermediário - será maior que a Saveiro e menor que a Amarok. O segmento é disputado pela Renault Oroch e pela Fiat Toro, que lidera as vendas da categoria e será reestilizada ainda neste ano.

O protótipo tinha cerca de 4,9 metros de comprimento, 1,8 m de largura e 2,99 m de distância entre os eixos. Já a caçamba tinha 1,20 m de comprimento. Para comparação, a Toro tem 4,94 m de comprimento, 1,84 m de largura e 2,99 de entre-eixos.

Haverá opção com tração nas quatro rodas e forte pegada urbana. A plataforma será a MQB, a mesma base modular sobre a qual são feitos Golf, Jetta e Tiguan, por exemplo.

Entre os destaques esperados na Tarok está a modularidade. Isso porque a versão conceitual tinha uma abertura na parte de trás da cabine, que permitia acesso ao compartimento de carga.

Ao abrir a divisória, o assoalho da caçamba e da cabine se integram em uma superfície plana. Isso permite o transporte de objetos compridos.

A aposta na Tarok é alta. A Volkswagen acredita que o potencial da picape a credencia a ser um produto global, que pode ser vendido em várias regiões do mundo.

A nova picape será feita na fábrica da empresa em São José dos Pinhais, no Paraná. A produção deverá começar no último trimestre deste ano. A apresentação do modelo ao público ocorrerá no Salão do Automóvel, entre 12 e 22 de novembro.

Agricultores africanos

Divulgação

Jeep Gladiator, picape derivada do Wrangler

A Volkswagen foi buscar o nome da nova picape na África. Assim como fez com o Touareg (nome de um povo nômade que vive no deserto do Sahara), Tarok identifica um grupo de agricultores da Nigéria.

Outras estreias vão ajudar a esquentar o segmento. Da FCA, por exemplo, virão três.

Depois de muitos rumores, a RAM 1500 está a caminho do Brasil. O objetivo da novidade, que é menor que a 2500, é disputar compradores das versões de topo de modelos médios. Entre as rivais estão Toyota Hilux SRX, Chevrolet S10 High Country, Ford Ranger Limited e Volkswagen Amarok Highline.

Todas têm cabine dupla, motor turbodiesel, câmbio automático, boa oferta de itens de conforto e preço sugerido em torno dos R$ 200 mil.

Da Jeep virá a Gladiator, picape derivada do Wrangler, com 725 kg de capacidade de carga. A Fiat, por sua vez, está desenvolvendo a segunda geração da veterana Strada.

Ler matéria completa