Bauru e grande região

Auto Mercado

Resgate histórico

Sigla GTS, que marcou época com Gol e Passat, está de volta à linha Volkswagen com Polo e Virtus

por Fernando Pedroso

05/02/2020 - 03h35

Divulgação

Por fora, o Polo tem o mesmo visual do GTI europeu, que inclui faróis de LED com filetes vermelhos, grade do tipo colmeia com a sigla da versão estampada, rodas de 17" e aerofólio traseiro e lanternas de LED

A sigla GTS é associada a esportivos emblemáticos da Volkswagen, mesmo fazendo 26 anos que ela estava fora de uso, deixando órfãos os fãs do Gol GTS e também do Passat GTS Pointer. A boa notícia é que ela está de volta e em grande estilo. São as três letras que dão nome à nova versão esportiva do Polo e do Virtus. A configuração apimentada vai além do visual cheio de detalhes.

O motor é o conhecido 1.4 TSI de 150 cv tanto com gasolina quanto com álcool. Segundo a Volkswagen, o hatch acelera de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e pode atingir 207 km/h.

Por fora, o Polo tem o mesmo visual do GTI europeu, que inclui faróis de LED com filetes vermelhos, grade do tipo colmeia com a sigla da versão estampada, rodas de 17" e aerofólio traseiro e lanternas de LED. A saída de escape é dupla.

Por dentro, o painel é digital, tem forração escurecida e pequenos detalhes vermelhos, como as molduras das saídas de ar e costura do couro do volante e dos bancos. Os assentos são do tipo concha e exclusivos para a versão GTS.

O preço parte de R$ 99.470 para o Polo e R$ 104.940 para o Virtus, que tem a mesma mecânica e praticamente o mesmo trabalho visual, com um pequeno aerofólio sobre a tampa traseira, como no Jetta GLI.

Polo e Virtus GTS são equipados com seletor do modo de condução, que afeta o som do motor, quatro airbags, controles de tração e estabilidade, central multimídia com sistemas Android Auto e Apple Carplay e chave presencial.

O valor do Polo é alto e é impossível não compará-lo com o Renault Sandero RS, que custa R$ 69.690 e tem os mesmos 150 cv de potência. A diferença é que o rival usa um câmbio manual, melhor para um esportivo, mas que tem feito cada vez menos sucesso no mercado.

Outra opção de versão esportiva no mercado é a dupla da Fiat: Argo e Cronos HGT. O hatch custa quase o mesmo que o Sandero, R$ 69.990, mas tem potência menor, com 139 cv do 1.8 16V acompanhado da transmissão automática de seis marchas. O Cronos com a mesma mecânica, único concorrente para o Virtus entre sedãs compactos esportivos, custa R$ 78.490.

Saiba mais

R$ 104.940

Quanto vai custar o Virtus GTS em fevereiro

Ler matéria completa