Bauru e grande região

Auto Mercado

Esportividade amigável

Suspensão rígida favorece o modelo nas sequências de curva e o deixa bastante neutro nas retas

04/03/2020 - 06h00

Divulgação

A frente é agressiva e o fato de ser hatch deixa o perfil interessante

O visual esportivo do Cruze Sport6 promete desempenho que o motor 1.4 turbo realmente se mostra capaz de entregar, principalmente na rodovia. A suspensão rígida favorece o modelo nas sequências de curva e o deixa bastante neutro nas retas, sem qualquer necessidade de correções ao volante. Na cidade, a agilidade e o bom torque permitem boas arrancadas e retomadas consistentes.

O volante, de peso correto e boas dimensões, se torna facilmente uma extensão do motorista. Outro ponto que conta a favor é a interface amigável dos comandos. Os controles instalados no volante ou os sistemas automáticos, como farol alto adaptativo ou sensor de chuva e luminosidade.

O sistema multimídia é também bem simples de usar e o sistema OnStar é capaz de facilitar a vida de quem está a bordo. Os sistemas de auxílio de estacionamento também são bastante práticos. Além do estacionamento automático para vagas paralelas ou perpendiculares, há câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros. Como se trata de uma versão de topo de gama, há bons recursos de conforto, como ar automático, bancos com ajuste elétrico, revestimento de couro e teto solar elétrico.

Em relação à segurança, o Cruze Sport6 conta com controle de estabilidade e tração, ABS, sensor de ponto cego, frenagem automática com detecção de pedestres, alerta de manutenção de faixa e seis airbags. O Sport6 cumpre bem o papel de modelo de entrada no luxo, mas consegue acrescentar uma boa pitada de esportividade.

Ficha técnica

Chevrolet Cruze Spoprt6 Premier II

Motor: Etanol e gasolina, dianteiro, transversal,1.399 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, turbocompressor, injeção direta e controle eletrônico de aceleração.

Transmissão: Câmbio automático de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Possui controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 153 cv/150cv a 5.200/5.600 rpm com etanol/ gasolina.

Torque máximo: 24,5/24 kgfm a 2 mil/2.100 rpm com etanol/gasolina.

Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com barra estabilizadora ligada a hastes tensoras e molas helicoidais com carga lateral. Traseira do tipo eixo de torção, semi-independente e molas helicoidais.

Pneus: 215/50 R17.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS com EBD.

Carroceria: Sedã em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,45 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,48 m de altura e 2,70 m de entre-eixos. Airbags frontais, laterais e de cortina.

Peso: 1.310 kg.

Capacidade do porta-malas: 290 litros.

Tanque de combustível: 52 litros.

Produção: Rosário, Argentina.

Lançamento mundial: 2008.

Lançamento no Brasil: 2011.

Lançamento da 2ª geração: 2016.

Face-lift: 2019.

Preço da versão Premier II: 123.890.

Ler matéria completa