Bauru e grande região - Terça-feira, 11 de dezembro de 2018
máx. 33° / min. 20°
10/05/09 03:00 - Nacional

Com filhos famosos, elas vão da tevê à delegacia

Daniel Bergamasco
São Paulo - Os convites para festas e capas de revista ainda nem foram assimilados, quando em poucas horas o filho famoso se torna notável por um infortúnio - um flagra de violência, uma noite na delegacia, um vídeo caseiro de sexo na Internet.

Mães dos que passaram de herói a vilão em rede nacional dizem que os solavancos são duros, mas que o velho conselho de que “tudo passa” é um alento em dias difíceis - e ajuda a situar os dias de glória.

Agora no Flamengo, o atacante Adriano, 27 anos, preocupou Rosilda Ribeiro. Em abril, ele abandonou os treinos na Inter de Milão e sumiu. Reapareceu três dias depois, na Vila Cruzeiro, favela carioca em que foi criado - segundo um delegado, andava cercado por traficantes, algo que Adriano negou. “Quando falam injustiças, eu fico triste. Mas conheço bem o meu filho e não me deixo abater pelos comentários’’, diz ela.

No triunfo, como quando passou a ser chamado de “Imperador” na Itália, a prudência é a mesma. “Para mim, é só o Adriano. ‘Imperador’ é para a torcida. Estou presente sempre, nas fases boas e ruins.”

Construir devagar

Com serenidade, a arquiteta Adriana Junqueira Schmidt diz que a fama chegou cedo demais para o filho, o ator Rômulo Arantes Neto, 21 anos. “Eu queria que o sucesso viesse aos poucos, com esforço, e não como galã de uma hora para outra. Sou a mãe chata, que quer que ele construa as coisas.”

Protagonista de “Malhação” em 2007, ele foi parar na delegacia. Uma prostituta disse à polícia que o ator e dois companheiros roubaram sua bolsa e a empurraram de um carro em movimento, depois de uma discussão em motel, no qual o trio dispensou dois travestis ao ver que não eram mulheres.

O ator negou categoricamente o roubo e a agressão. “Botaram meu filho como monstro. Ligaram a notícia a outro fato que não tinha nada a ver com o Rominho. (Ele) ter saído no ‘Jornal Nacional’ foi horrível”, diz Adriana, que confiou na inocência do filho, mas se zangou com a “farra”. “Sou contra procurar prostituta. Ele pagou o advogado com o dinheiro dele, para aprender a não se meter com esse tipo de gente (os colegas de noitada).” O psicólogo Marco Antônio De Tommaso, que atende modelos das agências Elite e L’Equipe, aprova atitudes “pé no chão”. “Alguns se deslumbram com o sucesso do filho, mas deve-se ter senso de hierarquia. Dar limites é dar segurança.”

Escândalos sazonais

De tempos em tempos, o ator Dado Dolabella, 28 anos, engrena em nova polêmica. Em quase dez anos de fama, desde que estreou na novela “Malhação”, a cotação do estrelato de Dado teve vários rompantes, talvez só comparáveis aos do jogador Ronaldo - cuja mãe, Sônia, não concedeu entrevista.

Já esteve entre os campeões de cartas da TV Globo e eleito “homem mais sexy” em revistas. Mas também foi acusado de agredir a atriz Luana Piovani e uma camareira em uma festa e de ofender sambistas idosos da Portela no Carnaval - entre (muitas) outras histórias.

“Tem sempre alguém querendo puxar o tapete. No caso da Portela, disseram que ele tentou levantar a saia da velhinha. É um absurdo. O Dado é um menino de ouro”, diz sua mãe, a atriz Pepita Rodrigues.

Sexo na Internet

A cabeleireira Vanda Ramos teve de esperar a filha, Maíra Cardi, 25 anos, deixar o reality show “Big Brother Brasil” para lidar com uma polêmica - um vídeo no qual a jovem fazia sexo caiu na Internet.

Depois de conversar com a mãe, ela confirmou a autenticidade da cena, que diz ter gravado com o marido. “Não vi o vídeo, claro, e disse que, com pessoa pública, acontecem coisas boas e ruins. E que tudo passa.”




publicidade
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2018 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP