Bauru e grande região - Terça-feira, 24 de outubro de 2017
máx. 25° / min. 19°
04/05/17 07:00 - Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Saída

A compra de marmitex antes da conclusão de uma nova licitação está próxima de um desfecho. O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) disse ontem que uma parte da compra que já estava programada para a Secretaria de Saúde poderá ser usada pelos demais setores da prefeitura, e no edital da nova compra a quantidade que for retirada agora da Saúde será reposta, "devolvendo" à pasta de origem.

Suspenso

A prefeitura compraria 18 mil unidades de marmitex de forma emergencial, com dispensa de licitação, com custo de R$ 275.220,00, o equivalente a R$ 15,29 por unidade, de 700 gramas. O valor já incluía a entrega. Após matéria do JC, a compra foi cancelada e a Câmara questionou os procedimentos de compra e licitação da prefeitura, de maneira geral, em reunião na semana passada.

Material

A licitação para a compra de material escolar teve nova mudança, ontem. O edital previa o pregão eletrônico de disputa de preços hoje, mas a Secretaria Municipal de Educação suspendeu o processo, reabrindo o edital, com a disputa de preços ficando para 16 de maio. A prefeitura vai divulgar o aviso hoje, no Diário Oficial, e a justificativa é a necessidade de alterações nas especificações mínimas.

Uniforme

Já a entrega de uniforme está sendo normalizada. A secretária de Educação, Isabel Miziara, explica que as primeiras escolas começaram a receber os kits na semana passada, e a expectativa é que o restante das unidades recebam os uniformes até esta sexta-feira. A empresa responsável pela entrega havia solicitado, no começo do ano, a prorrogação do prazo para a entrega, até o final de abril.

Reforma

Ainda na área de educação, a EMEF Santa Maria só deve voltar ao prédio original, na Vila Cardia, em 2020, totalizando seis anos, pois a unidade funciona em imóvel locado desde 2014. O custo da obra será de R$ 2 milhões, estima a prefeitura, enquanto o aluguel do prédio que atualmente abriga a escola chega a R$ 21,5 mil mensais. Leia mais na página 4.

Novas

Já a construção de duas escolas de ensino infantil seguem paradas, conforme o JC revelou em fevereiro. Uma fica no Residencial Buritis/Parque Roosevelt, e a outra na Quinta Ranieri. Em ambas, a construtora Jordão e Bergamini, de Nova Europa, desistiu das obras. A unidade do Buritis está em fase bem adiantada, enquanto a segunda precisa de mais investimento.

Vandalismo

A escola do Buritis já teve relatos de vandalismo, apurou o JC. A Secretaria de Educação acredita que pode entregar a obra até o final do ano. Uma licitação será aberta, contudo, como restam poucos detalhes para a conclusão, a pasta estima ser possível concluir ainda em 2017. Já a unidade da Quinta Ranieri não tem previsão de entrega, e a Educação pretende intensificar a segurança nas duas, para evitar depredações.

Prorrogação

A prefeitura enviou ontem projeto de lei à Câmara pedindo a prorrogação do prazo para a empresa Tel Telecomunicações construir sua nova sede em Bauru, na região do Jardim Guadalajara. A empresa é uma das que mais arrecada ISS aos cofres municipais.





publicidade
As Mais Compartilhadas no Face
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2017 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP