Bauru e grande região - Terça-feira, 24 de outubro de 2017
máx. 25° / min. 19°
13/05/17 07:00 - Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Pormenores

A partir de agora, por ordem do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD), todas as licitações que incluem transporte de produto devem conter o preço em separado, delimitando o que é preço do produto e o que é da entrega. Isso vale para vários editais, como entregas de material escolar, uniformes, medicamentos, móveis e tudo mais que envolver a logística.

Primeiro

Após a determinação, o primeiro processo aberto nestes moldes é o da compra de 80 mil unidades de marmitex, noticiado pela coluna anteontem. No mês passado, a Prefeitura de Bauru cancelou compra emergencial de 18 mil unidades e a falta de delimitação do que é preço da refeição e o que é do transporte dificultou análise mais aprofundada da própria administração se o valor estava muito acima do mercado. Houve então o entendimento de que a compra deveria ser suspensa.

Resíduos

Em relação ao chamamento público para definir o modelo de Parceria Público Privada (PPP) da destinação e tratamento final do lixo, deve ser aberto nos próximos dias. A ideia inicial do governo era realizar o chamamento até abril, porém, é necessário que o Conselho das PPPs libere o texto, conforme previsto na lei que regulamenta as parcerias em Bauru. Gazzetta acredita que isso ocorra até quinta-feira.

Fora do ar

Na sexta-feira passada, o site da Prefeitura de Bauru tinha ficado fora do ar, por conta de problemas técnicos, e só retornou no dia seguinte. Ontem, mais uma vez, o portal ficou fora, desta vez em função do ataque de hackers que afetou mais de 70 países, entre eles o Brasil. O desligamento foi por precaução, em medida de segurança.

Cautela

Além do site, os e-mails de vários setores da prefeitura também não foram usados. Ontem à noite, a previsão era de retorno do portal ao ar para a manhã de hoje, se não houver mais risco. Locais como Fórum e Ministério Público também passaram pelo mesmo problema, além de outras repartições públicas do Estado e União.

Rapidez

O presidente da Câmara Municipal, Sandro Bussola (PDT), emitiu Portaria que limita o tempo de duração e a quantidade de entregas de Moções de Aplauso no intervalo das sessões ordinárias. Estão liberadas até duas entregas por sessão, sendo que o vereador autor e o homenageado terão até dois minutos para falar, a exemplo de eventual exibição de vídeo. Cada parlamentar poderá fazer uma entrega mensal, sendo respeitada a ordem de chegada dos pedidos na Diretoria de Apoio Legislativo.

Economia

Em legislaturas anteriores, o intervalo das sessões por vezes arrastava-se por mais de uma hora apenas por conta da entrega das homenagens. Agora, com a decisão, o objetivo é evitar que as reuniões ordinárias não se prolonguem demais, até para não gerar o pagamento de muitas horas extras aos servidores da Casa de Leis.

Valendo

Bussola reiterou que a Câmara reduziu custos neste início de ano e, para manter isso, precisa adotar medidas que otimizem os recursos do Legislativo. Na última sessão, foram entregues duas Moções de Aplauso, com tempo relativamente rápido.





publicidade
As Mais Compartilhadas no Face
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2017 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP