Bauru e grande região - Quinta-feira, 20 de junho de 2019
máx. 28° / min. 16°
29/01/19 07:00 - Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Última

Esta semana é a última do recesso parlamentar. A Câmara funcionará em meio período até quinta-feira, das 8h às 12h, quando acabam as férias, e volta a funcionar em horário normal na sexta-feira, das 8h às 18h. Na segunda-feira, ocorrerá a primeira sessão ordinária do ano, momento em que a Câmara deve voltar a ter o ritmo normal de atividades. Durante o período de recesso, os vereadores continuam fazendo pedidos ao governo e recebendo a população, mas em horário reduzido.

Comissões

A formação das comissões permanentes para os próximos dois anos será o destaque da primeira sessão do ano. Desde a semana passada, muitos vereadores já andam conversando bastante a respeito do assunto, buscando o apoio necessário para a disputa, que vem despertando interesse dos parlamentares e deve ser acirrada em algumas áreas, como as comissões de Justiça, de Economia e de Fiscalização. Todas essas são formadas por cinco membros, e as demais por três vereadores.

Divisão

Os partidos com dois vereadores tem a prioridade no momento da indicação, mas isso não garante que vão garantir um parlamentar na comissão, pois há votação em plenário. A Câmara tem cinco partidos com dois vereadores, o PP, PDT, PV, PPS e DEM. São ainda mais sete partidos com um vereador, no caso o PSD, PSB, PSC, PRB, MDB, SD e PTB. Um mesmo parlamentar pode estar em até cinco comissões ao mesmo tempo.

Chance

Os vereadores que perderam a eleição da Câmara veem na disputa pelas comissões uma possibilidade de recompor o jogo de forças políticas e caso consigam ficar em maioria nas principais comissões terão um peso importante na tramitação de projetos. Dos cinco partidos com dois parlamentares, dois votaram no grupo derrotado - PP e PV - e dois no grupo vencedor - DEM e PDT. O PPS acabou dividido, com um votando em cada lado.

Possível

Mesmo com cinco partidos contando com dois vereadores, os parlamentares que estão sozinhos em suas legendas acreditam que é possível ocupar vagas nas principais comissões. O presidente José Roberto Segalla (DEM) não participará de nenhuma comissão e, com isso, sua colega de partido, Chiara Ranieri, obrigatoriamente já terá de estar nas comissões Interpartidária e de Ética. Sobrarão apenas mais três comissões em que ela poderá participar. O PDT avalia se entrará na disputa pela Comissão de Justiça, enquanto PV, PP e PPS devem pleitear vaga nesta comissão.

Definição

O presidente da Câmara, José Roberto Segalla (DEM), vai definir até sexta-feira a pauta da primeira sessão do ano, mas a tendência é que não sejam colocados em discussão assuntos polêmicos. No momento, são poucos os projetos de lei em tramitação. Nesta primeira reunião, as atenções ficarão voltadas principalmente à formação das comissões e a votação de processos acabará ficando para outras sessões.

Entrada

Na primeira sessão do ano também são lidos os projetos de lei que o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) encaminhou ao longo do período de recesso. Ele, contudo, acertou de conversar previamente com os vereadores antes de encaminhar projetos de maior porte, e com isso apenas processos corriqueiros entrarão neste momento.





publicidade
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP