Bauru e grande região - Quinta-feira, 20 de junho de 2019
máx. 28° / min. 16°
06/02/19 07:00 - Entrelinhas

Entrelinhas

Da Redação

Retirado

O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) retirou o projeto de lei para cobrar uma parte do vale-transporte dos servidores. O projeto deu entrada no mês passado e foi lido na sessão de segunda-feira, a primeira deste ano, mas ontem foi retirado e nem chegou a ser analisado pela Câmara. A prefeitura gasta mais de R$ 2 milhões por ano com o vale-transporte, atualmente sem custo aos trabalhadores, e a proposta era de cobrar 4% no salário, o que gerou reação negativa na categoria.

Uber

O projeto de lei de regulamentação dos aplicativos de transporte, como o Uber, recebeu emendas de diversos vereadores, entre elas para que seja cobrada uma taxa de 1% sobre o valor das corridas - o pagamento, caso aprovado, será feito pela empresa. O valor já é praticado em vários municípios onde os aplicativos foram regulamentados e não houve problemas.

Liberado

A emenda ao projeto que estabelece a cobrança é do vereador Manoel Losila (PDT), que ontem fez um adendo. Ele colocou que o valor deve ser usado em melhorias do sistema viário. Esta emenda e as demais receberam parecer pela normal tramitação do relator, o vereador Coronel Meira (PSB). Os parlamentares lembram que, em audiência pública no ano passado, os motoristas citaram que a cobrança dentro deste percentual era possível. A estimativa é de arrecadação de R$ 800 mil por ano para a prefeitura, mas com pouco impacto no valor das corridas ao usuário final.

Fake news

Aliás, informações falsas nas mídias sociais desde o começo desta semana falavam que o projeto na Câmara pretendia acabar com os aplicativos na cidade ou estabelecer altos valores para as corridas, tornando a atividade inviável. Ontem, a Câmara emitiu uma nota de esclarecimento onde frisa que o projeto do governo tem o objetivo de regulamentar a atividade, e as emendas propostas pelos vereadores foram com base nas próprias indicações em audiência pública, e que em nenhuma cidade a regulamentação afastou as empresas.

Líderes

Assim como a formação das comissões permanentes da Câmara, a primeira sessão do ano também apontou os líderes de bancada dos partidos. As cinco legendas com dois vereadores tem agora como líderes Fábio Manfrinato (PP), Natalino da Silva (PV), Manoel Losila (PDT), Chiara Ranieri (DEM) e Roger Barude (PPS). Os demais sete partidos tem um vereador cada, que são líderes de si próprios.

Visitas

A Comissão de Obras da Câmara definiu que fará visitas e vistorias em obras da cidade a partir de agora. A primeira acontece na próxima terça-feira, na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vargem Limpa, informa o presidente da comissão, o vereador Manoel Losila (PDT). Outro assunto que deve ser acompanhado de perto pelos vereadores, mesmo sendo de âmbito estadual, é a construção das marginais da Rodovia Marechal Rondon na área urbana.

Society

O vereador Roger Barude (PPS) fez uma solicitação ao prefeito para que o governo construa um campo de futebol society na avenida Getúlio Vargas - ao lado do vôlei de praia - e outro na avenida Nações Unidas Norte. Ele destaca que a população tem demanda por mais áreas de lazer e esporte.





publicidade
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP