Bauru e grande região - Quarta-feira, 17 de julho de 2019
máx. 22° / min. 10°
12/05/19 07:00 - Tribuna do Leitor

Heroísmo de mãe

João Álvares

Inaugurou-se na Itália, não faz muito tempo, um monumento que perpetua o gesto trágico de mãe, mas que na verdade imortaliza a prontidão interior do coração de milhões de mães, caso se contassem nas mesmas circunstâncias que exigiram a morte daquela genitora italiana. O monumento recorda um fato real. Uma camponesa italiana retornava da vila para as montanhas em que morava, levando um filhinho de colo e outro de poucos anos, quando, em caminho de casa, fora surpreendida por uma violenta tempestade de neve. Impossibilitada de seguir em frente ou retornar para trás, e sentindo perdidas pelo frio que ameaçava congelar as duas criancinhas, aquela mãe cavou um pouco a neve, estendeu sobre o buraco o seu manto, deitou-se sobre eles, para que o calor do próprio corpo pudesse salvá-las do frio da morte.

Horas mais tarde alguém passou por aquele caminho e se deparou com uma cena cujo autor só poderia ser um coração de mãe; as duas crianças ainda estavam com vida, a mãe, porém, estava morta. Nossa mãe - o monumento àquela mãe que morre de frio para que não faltasse calor aos seus filhinhos, nos traz à lembrança um monumento de amor que se ergue no coração de cada cristão. Ele perpetua na imagem de Nossa Senhora das Dores, essa eterna experiência da mãe ao pé da cruz de seu Filho. A todas as mães de todos os tempos, o nosso amor e o nosso carinho.

Que Deus nosso Pai Celestial as abençoe!

 





publicidade
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP