Bauru e grande região - Terça-feira, 16 de julho de 2019
máx. 26° / min. 18°
19/05/19 07:00 - Tribuna do Leitor

Atitude digna em defesa do patrimônio da cidade

Antonio Pedroso Júnior, o Chinelo

A atitude do prefeito Clodoaldo Gazzeta e do vice Toninho Gimenez, assessorados pelo jurídico Toninho Garms, de adentrarem a Justiça para que o Estádio Alfredo de Castilho e a Panela de Pressão sejam devolvidos para a Prefeitura Municipal é digna de elogios e aplausos.

Afinal, depois da incessante luta do noroestino roxo Claudio Amantini, o complexo esportivo que pertencia à extinta Rede Ferroviária passou a ser propriedade do Noroeste, e não foi de graça, pois além de dinheiro, o clube entregou à RFFSA uma área de mais de três alqueires de terra, localizada perto do trevo da Eny, e para a concretização do negócio com a rede a Prefeitura assinou como anuente a escritura de compra e venda, e mais, na Lei que autorizava a transação, os vereadores da época Milton Dota e José Queda incluíram a clausula de que o atual complexo Damião Garcia era inalienável e impenhorável, e que no descumprimento de qualquer destas cláusulas o imóvel passaria a pertencer ao município. Ainda bem!

Li com satisfação no JC de ontem a notícia de que a prefeitura entrou com ação judicial requerendo o cumprimento da Lei. Ora, se a diretoria do clube ofereceu parte do patrimônio, adquirido com ajuda substancial da municipalidade, passando por cima daquilo que é determinado pela Legislação, nada mais correto que o complexo volte a ser de propriedade do município.

Antes que alguém escreva que tanto o Estádio ou a Panela se transformem em "elefantes brancos" na mão do município, a exemplo da Estação Ferroviária, volto a insistir na tecla de que poderá ser implantado no local um grande e eficiente Centro Esportivo e Cultural, com a instalação de escolinhas esportivas e culturais, tirando as crianças da ociosidade e as colocando para praticar esportes, se aprimorarem culturalmente e se não surgir nenhum craque esportivo ou artista de sucesso, não importa, o importante é tirá-las das ruas.

Ou, não?

Parabéns, Gazzetta, Toninho Gimenez, Toninho Garms, vereador Roger Barude, pelo empenho em defender um patrimônio da cidade, não se esquecendo dos ex-vereadores Milton Dota e José Queda, que, ao apresentarem a emenda na lei restringindo a alienação e penhora do imóvel, parece terem antevisto o futuro.

Espero que o prefeito continue nesta linha, buscando preservar outros imóveis históricos da cidade, dentre eles a Casa do Pioneiro.

 





publicidade
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP