Bauru e grande região - Terça-feira, 23 de julho de 2019
máx. 29° / min. 15°
10/07/19 07:00 - Tribuna do Leitor

A dor precisa ser sentida

Jacqueline Moraes Bombonato - Psicóloga pós-graduanda

Não vá na conversa dos outros que dizem "esquece...", "ja já passa..", "não pensa nisso", "se distrai com outras coisas"... A dor precisa ser sentida, vivida e, principalmente, interpretada! Manifeste ela! Não a esqueça, não a omita, não fuja e muito menos não finja que ela não existe. Quando a dor chegar, viva ela completamente. Caia no choro, ouça músicas tristes e se isole do mundo...

Se você não vivê-la, ela não vai embora com o tempo, ela apenas se esconde para aparecer em algum outro momento lá na frente de sua vida, em qualquer tipo de ocasião. Portanto, se nos auto-enganarmos com sua existência, ela se guardará para se manifestar em transtornos, medos, recuos, incapacidades e, quando você perceber, estará sendo o escravo dela, tornando-se uma pessoa pior (interprete em qualquer sentido que quiser). A dor a que me refiro são todas as coisas ruins e as angústias que a vida, as pessoas e nós mesmos nos proporcionam...

No começo a dor vai parecer ser a sua pior inimiga querendo acabar com a sua vida e sua vontade de viver, mas, após um tempo, você vai ver como ela foi sua amiga, que te trouxe emoções (na maioria ruins), mas que te despertou a resiliência e a superação.

É a dor que vai te impulsionar para o aprendizado. É a dor que vai te deixar calejado da vida e em seus respectivos problemas. É a dor que te tratá mudanças, habilidades, atitudes, coragem e até uma possível frieza para enfrentar algo novo, de novo. Tudo que te comove (positivamente ou negativamente) te ensina! Poderá não reconhecer isso hoje, mas na hora certa perceberá como foi vital e imprescindível passar pelo acontecido. Se conseguir solucionar antes ou durante que termine, ótimo! Se não conseguir, não se desespere! Lembre-se que tudo que te comove, te ensina! E esses resultados te trarão mais aprendizado.





publicidade
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP