Bauru e grande região - Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
máx. 33° / min. 23°
28/08/05 00:00 - Esportes

Na Capital, Bauru estréia no Paulista

Com um time jovem e algumas “caras novas”, Plasútil-Sukest enfrenta Pinheiros pela primeira rodada do Estadual

David Cintra
O Bauru/Plasútil-Sukest estréia hoje, às 18h, no Campeonato Paulista de Basquete. O adversário é o Pinheiros, em São Paulo. O torneio começou quarta-feira à noite com a vitória da Uniara sobre a Hebraica, por 90 a 77.

O time bauruense fez investimentos modestos para a competição e terá algumas modificações em relação à equipe que foi vice-campeã do Torneio Novo Milênio, em junho passado. A principal mudança está na comissão técnica, com a saída do treinador Tom Zé, que foi para Brasília. Para o posto, a diretoria apostou numa “solução caseira”: o ex-armador Raul, que era auxiliar de Tom Zé.

Em relação ao elenco, chegaram o armador Fernando Reis, o ala Feliz e o pivô Thiago. Por outro lado, deixaram a equipe o armador Djair, o ala-armador Zezinho e os pivôs Atílio e Ricardo. Permaneceram os alas Soró, Quiroga e Marcel, o armador Neto e os pivôs Leandro e André. Completam o grupo os juvenis Zé Mauro, Ricardo, Douglas, Gustavo e Velasco.

Com as trocas, a equipe ficou ainda mais jovem, com média de idade de 22 anos. “Sofremos algumas baixas mas temos um bom elenco. Para dar um pouco mais de solidez ao grupo precisamos de mais um pivô ‘5’, que é mais de força, pois só temos o Thiago para a posição. Mas é com esses jogadores que nós vamos para o campeonato e vamos fazer o melhor possível”, afirma o técnico Raul.

“Temos um time jovem e jovem sempre surpreende. Quando você acha que ele já deu tudo, ele tem algo mais a oferecer e é nisso que estamos apostando”, completa.

Sobre o campeonato, Raul acredita que sua equipe pode surpreender, apesar de não estar entre as favoritas. “Acho que tem umas quatro ou cinco equipes num primeiro bloco, acima das demais. Depois umas três um pouco abaixo e o restante é mais ou menos equilibrado. Acho que estamos nesse terceiro bloco. Vamos tentar subir para o segundo e, por que não, terminar entre os primeiros”, conclui.

Sobre o jogo de hoje, Raul também mostra otimismo. “O Pinheiros está totalmente diferente daquele que disputou o Novo Milênio, que era basicamente formado de juvenis. Eles se reforçaram, tanto na comissão técnica, com o Ennio Vecchi, um treinador com passagem pela Seleção Brasileira, e também com jogadores jovens, mas com uma certa rodagem, inclusive que disputaram o Brasileiro”, diz.

“Então, é uma equipe forte, principalmente porque vai jogar em casa. Mas estamos preparados. Se a gente conseguir fazer no jogo o que fizemos nos treinos, temos grande chance de sair de São Paulo com uma vitória”, analisa o ex-armador.

Se depender do retrospecto recente, Bauru está tranqüilo, porque venceu os últimos oito confrontos com o adversário, quatro vezes pelo Novo Milênio, no primeiro semestre desse ano, e mais quatro no Paulista de 2004, sendo duas pelo “Torneio da Morte”, que rebaixou o rival para a Segunda Divisão, juntamente com a Unisanta. No entanto, o Pinheiros segue na A1.

Para o jogo de hoje, o técnico Ennio Vecchi, do Pinheiros, terá a disposição os armadores Gustavo e Gustavinho; os alas Caio, Gustavo Zogaib, Leopoldo, Carlos e Bruno Mortari e os pivôs David, Douglas, Felipe, Manuel e Bruno.

Já Bauru deve começar com Fernando Reis, Soró, Quiroga, Leandro e Thiago; Neto, Feliz, Marcel, André, Zé Mauro, Gustavo, Douglas, Ricardo e Velasco.




publicidade
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2019 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP