Bauru e grande região - Terça-feira, 11 de dezembro de 2018
máx. 33° / min. 20°
15/09/06 00:00 - Geral

Quevedo vem a Bauru e afirma que milagres são manifestações de Deus

Thatiza Curuci
Nada de espíritos, de fadas, de bruxas ou forças superiores. Para o padre Oscar González-Quevedo, conhecido investigador da parapsicologia, os milagres existem e são manifestações de Deus. Mas afirma que, mesmo sem provas, muitos charlatões ficam famosos por fazer falsos milagres. Um exemplo bastante comum é atribuir a milagres imagens de santos que choram e sangram. “Está comprovado que tudo isso é uma farsa. É pura heresia e blasfêmia”, afirma Quevedo.

Polêmico quando o assunto é espiritualismo, o padre estará em Bauru na próxima semana. Ele ministra o curso de parapsicologia na Universidade do Sagrado Coração (USC) nos dias 23 e 24.

Ontem pela manhã, o padre Quevedo conversou com a reportagem do Jornal da Cidade, em São Paulo, por telefone. Leia a entrevista a seguir:


Jornal da Cidade - Foram dois tios seus que, de certa forma, o introduziram na parapsicologia. Como foi?

Padre Quevedo
- Meu pai (Manoel Gonzáles-Quevedo) foi mártir, morto por comunistas. Então, eu e dois irmãos da minha mãe fugimos de Tânger para Gibraltar (cidades da Espanha). Um deles era espírita e o outro teósofo. Sempre escondido, lia muito. Me enchi a cabeça de superstições e curiosidades. Depois, eu fiz cinco carreiras universitárias e sempre fiz pesquisas sobre parapsicologia.


JC- Foi através de leituras e de pesquisas que começou se interessar pelos fenômenos extraordinários?

Quevedo
- Sim, comecei a me interessar em como o espiritismo e teosofismo interpretavam os fenômenos. Eles pensam que são conseqüência de ações de demônios, fadas, gênios, deuses. Mas na verdade os fenômenos são iguais, exceto os verdadeiros milagres.


JC - O senhor acredita que os milagres existem, mas são atribuídos apenas a Deus. Também diz que o povo brasileiro diz, sem provar, que qualquer fenômeno sem explicação é um milagre. Por que acontece isso?

Quevedo
- Os brasileiros e o resto do mundo fazem isso. Existem muitas religiões inventadas que fundamentam suas invenções dizendo que são fenômenos naturais. Mas são os católicos que tem muitos milagres que podem ser comprovados, como curas de leprosos, ressuscitação de um morto, entre outros. Mas, os verdadeiros milagres não são divulgados, apenas as vulgaridades são. Para o povo brasileiro, qualquer bobagem é milagre.


JC - Os milagres atribuídos a Deus podem ser comprovados cientificamente?

Quevedo
- Claro, isso é a parapsicologia. Ela mostra o que é milagre e o que é falso. Ao longo dos anos, ela foi desmistificar o que era apenas fenômeno natural dos verdadeiros milagres.


JC - Mas a parapsicologia é aceita pela ciência?

Quevedo
– Olha, há um entusiasmo grande pelos que conhecem a parapsicologia. Albert Einstein, por exemplo, um cientista que se entusiasmou muito com a parapsicologia dizia que a ciência sem a religião é paralítica e vice versa. O papa João Paulo Segundo também dizia que ninguém consegue estudar bem a teologia sem conhecer a parapsicologia. O dicionário moderno de teologia católica diz que não há mais de um método válido para estudar os fenômenos de possessão, mística, aparições, revelações, a não ser a parapsicologia. A parapsicologia é considerada hoje a ciência de maior importância e é obrigação de todo cientista se familiarizar com ela. Esta é uma frase da Organização das Nações Unidas (UNU). No Brasil, já temos oito faculdades de parapsicologia que ensinam a disciplina de parapsicologia.


JC - O que é verdade e o que é mentira nas manifestações atribuídas aos espíritos?

Quevedo
- Tudo é mentira. Os espíritos não fazem nada. É o inconsciente do homem que se manifesta. Para ter uma força que não seja do nosso mundo agindo nele, é possível somente se vier de Deus, e não dos espíritos. O resto atribuído a milagres são, na verdade, fenômenos naturais que foram mal interpretados.


JC - Os espíritos podem se comunicar com os vivos?

Quevedo
- Não, porque a alma sem o corpo não age. Existem apenas homens vivos e homens ressuscitados.


JC - E a reencarnação?

Quevedo
- A reencarnação não existe. É uma das maiores idiotices já inventadas. Também está errado dizer que o ser humano irá ressuscitar depois de muitos anos após a morte.


JC - Como o senhor explica o fato de pessoas falarem diversas línguas sem terem estudado? Não seria experiência de outras vidas? E como uma pessoa pode ler o pensamento de outra?

Quevedo
– Uma das coisas que demonstrou a parapsicologia é o Sigama, que significa conhecimento da alma. A telepatia que conhece o passado, o futuro, que adivinha as coisas foi explicada pela parapsicologia e não tem nada a ver com fenômenos de espíritos. É uma faculdade meramente humana.


JC - E as imagens de santos que choram e sangram? É comprovado ou não?

Quevedo
- É comprovado que é tudo bobagem. É heresia e blasfêmia dizer que imagens de Nossa Senhora ou outro santo estão tristes e choram. Há quase um século a parapsicologia ofereceu US$ 10 mil para aqueles que consigam provar os fenômenos de efeito físico, como fantasmas e imagens que sangram a menos 50 metros de distância de uma pessoa viva. E até agora, ninguém conseguiu provar.


____________________


Parapsicologia

O padre Quevedo ministra curso de parapsicologia em Bauru nos dias 23 e 24 deste mês, no Teatro Veritas da Universidade Sagrado Coração (USC), das 14h às 20h. O curso será coordenado pela paróquia São Judas e São Dimas.

Os temas abordados serão: sugestão telepática; poder da mente e auto-sugestão; fenômenos parapsicológicos; traumas e manifestações inconscientes; reencarnação; memória do inconsciente; talento do inconsciente; imagens que choram e sangram; fenômenos telérgicos (poltergeist); parapsicologia e curas; afloramento do inconsciente (transe); operações espirituais; fenômenos supranormais (milagres); curas mediúnicas.

Poderão participar somente maiores de 14 anos. No final, será fornecido um certificado aos participantes com freqüência estipulada pelo Centro Latino Americano de Parapsicologia (CLAP).

As inscrições antecipadas poderão ser feitas na Secretaria da Igreja São Judas Tadeu e São Dimas (fone 3223-1314) e após as missas dominicais. O preço da inscrição é de R$ 20,00 por pessoa e as vagas são limitadas.




publicidade
Projeto Cidade Promoções e Eventos
(SF) © Copyright 2018 Jornal da Cidade - Todos os direitos reservados - Atendimento (14) 3104-3104 - Bauru/SP