Bauru e grande região

 
Eleições 2020 - Cobertura Multimídia

Ação pede 'derrubada' de chapa do PTB

O pedido aponta suposto uso de candidatas 'laranjas', mas liminar é negada

por Thiago Navarro

27/11/2020 - 05h00

A Justiça Eleitoral recebeu ontem uma representação pedindo a 'derrubada' de toda a chapa do PTB de Bauru. O pedido afirma que há suposto uso de candidatas 'laranjas' no partido, que conseguiu eleger um vereador, Carlinhos do PS.

O PTB lançou 13 candidatos para a Câmara, sendo 4 mulheres, para atingir o mínimo determinado pela lei. Contudo, uma delas obteve um voto, e outra não obteve nenhum voto. O presidente municipal do PTB, Toninho Gimenez, nega irregularidades.

Em decisão liminar, o juiz Rodrigo Otávio Machado de Melo, da 23ª Zona Eleitoral de Bauru, indeferiu a solicitação. O Ministério Público (MP) Eleitoral ainda deve se posicionar. A solicitação foi feita por Sandra Souza Pereira Tonelli, que concorreu a vereadora nesta eleição pelo PSD, com o advogado Luiz Mistunaga assinando a petição.

OUTRAS

A Justiça Eleitoral também indeferiu pedido de suspensão da nomeação do vereador eleito Guilherme Berriel (MDB). A solicitação de Ronaldo Pinholati, que concorreu a vereador pelo PP, afirma que o eleito teria se beneficiado com a distribuição de água para a população em sua empresa, na região da Vila Ipiranga. O advogado de Guilherme Berriel vai apresentar defesa até o começo da semana que vem.

Ainda na eleição para a Câmara, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo acatou o recurso do PP e deferiu o registro de Júlio César Aparecido de Sousa, contabilizando os votos que ele conseguiu. Desta maneira, a legenda passará a ter duas cadeiras, e Edmílson Marinho, o Lokadora, deve assumirá uma vaga. Ricardo Cabelo (Republicanos), que deve ficar fora da Câmara com a decisão do TRE, entrou com pedido de liminar, que ainda será julgado, para continuar na condição de eleito.

Ler matéria completa