Bauru e grande região

Eleições 2014

"Não há limites para acessibilidade", diz Manfrinato

Candidato a deputado estadual, Manfrinato quer levar para o âmbito estadual as propostas em mobilidade que já defende na Câmara Municipal

por Vinicius Lousada

23/09/2014 - 02h25

Isabela Ribeiro

Fábio é o sétimo entrevistado da série JC nas Eleições com candidatos a deputado estadual

Vereador mais votado da história de Bauru, com quase 8 mil votos, Fábio Manfrinato (PR) está na disputa por uma vaga da Assembleia Legislativa em 2014. Vítima da paralisia infantil no primeiro ano de vida, o candidato diz que, se eleito, ampliará a luta em busca da inclusão e da acessibilidade, bandeiras que, inclusive, motivaram sua entrada na política.


Ele afirma que a maioria de suas propostas em âmbito municipal depende do apoio do Poder Executivo. Ainda assim, acredita que atuou em prol de alguns avanços que já se tornaram realidade.


“Abrimos a mente das pessoas que estão trabalhando no governo. Meu foco é dar prioridade para os pedestres e para os que têm mobilidade reduzida. Muita gente até pensa que aumentou o número de bauruenses com deficiência, mas, na verdade, conseguimos garantir que esse pessoal saia nas ruas, cobrando o transporte público adaptado e o rebaixamento de guias. Para o ano que vem, conseguimos aprovar emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que amplia os recursos destinados para a construção de rampas nas calçadas”, pontua Manfrinato.


O candidato reivindica a criação de uma Central de Libras, na qual munícipes com deficiência auditiva possam ser atendidos em repartições municipais, que se conectariam, por internet e webcam, a uma sala com tradutores de libras à disposição.

Fábio Manfrinato também insiste no projeto do táxi adaptado. Como vereador, já sugeriu ao governo municipal a concessão de três veículos com capacidade de transportar cadeiras elétricas, não desmontáveis.


“Repito isso em quase todas as sessões legislativas. Em São Paulo já circulam 90 carros adaptados, que não dão conta da demanda. E esse táxi não seria exclusivo; poderia atender todo mundo”, explica.


O candidato frisa que a proposta não incidiria em custo para os municípios. Seria necessário, no entanto, oferecer estímulos para que os taxistas adaptassem seus veículos. “Daí entra a importância de eu me eleger deputado e contar com a parceria de um federal em Brasília. Assim como já há redução de impostos para a aquisição de automóveis, teríamos que desonerar a compra do equipamento necessário”.


Censo


Desde o início de seu mandato como vereador, Manfrinato enaltece a relevância de que o município promova um censo das pessoas com deficiência. Agora, ele diz que quer expandir seu projeto para o estado.


“A minha bandeira não tem limitação geográfica e pode ser defendida em qualquer esfera. Temos que aumentar a força exercida pelo Estado nos municípios. Nossa região precisa de mais representatividade e quero assumir esse papel com a mesma transparência de sempre”, afirma o vereador.


Fábio revela ainda que desde o início de seu mandato na Câmara Municipal trabalha para viabilizar sua chegada à Assembleia. “Quando entrei no PR [antes, ele era filiado ao DEM], deixei claro que tinha o plano de crescer na atuação Legislativa”.

Esporte


Atleta profissional, Fábio Manfrinato (PR) diz que, se eleito, pretende montar um plano de ações e políticas esportivas para Bauru e região junto à Secretaria do Esporte do Estado de Esporte. “Temos que valorizar as bases e dar condições para que as portas se abram para o pessoal. Temos muitos talentos na cidade e uma coisa vai puxando a outra”.


Concretamente, o candidato a deputado conta que já trabalha em um amplo projeto de reforma, construção e recuperação do Centro Social Urbano (CSU), espaço destinado a práticas esportivas, pertencente à estrutura estadual.


“Atualmente, até existem algumas atividades lá, mas o local não dispõe de qualidade na infraestrutura. Planejo uma arena poliesportiva para campeonatos, quadras para treinamentos, salas para artes marciais, alojamento, refeitório, academia e espaço para fisioterapia. Tudo isso com garantia de acessibilidade. Na Assembleia, será possível lutar por isso”, pontua.


O projeto, segundo o vereador, está sendo elaborado por sua esposa, que é arquiteta, e foi embasado após reuniões com representantes de diversas modalidades olímpicas de Bauru. “Em breve, vamos fazer o levantamento de custos”.

Novo modelo de saúde


Reconhecendo que a retaguarda dos serviços de saúde está entre as principais preocupações da população, Fábio Manfrinato (PR) acha que o governo do Estado precisa rediscutir o modelo de pactuação de serviços com as Organizações Sociais de Saúde (OSS), como a Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar (Famesp), que gerencia o Hospital de Base, o Hospital Estadual e a Maternidade Santa Isabel.


“As pessoas esperam muito para conseguir os exames, para conseguir leitos e cirurgias. Elas recorrem aos vereadores frequentemente, mas não temos o que fazer, pois existem outras na fila. Enquanto isso, a gente sabe que há médicos nos hospitais que não podem trabalhar porque a cota de atendimento do mês já estourou”, observa o candidato a estadual.


Para o vereador, o governo do Estado precisa ainda investir na valorização do seu funcionalismo, em todos os setores. “A educação é outra prioridade minha. A população se preocupa muito com a segurança pública, mas não consigo separar uma coisa da outra”, diz ele.