Bauru e grande região

Bairros

Mais um morre de leishmaniose

Homem de 43 anos estava internado no HE e contraiu a doença no ano passado; hospital inicia busca por familiares

por Marcele Tonelli

07/01/2015 - 07h00

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou, ontem, a segunda morte por Leishmaniose Visceral Americana (LVA) em 2014, em Bauru. Segundo o JC apurou, a vítima é José Enrique Soares, de 43 anos, que faleceu no início da madrugada de ontem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual (HE). Contudo, por ter contraído a doença e apresentado sintomas no ano passado, inclusive recebendo tratamento clínico inicial, o paciente não entra para as estatísticas da secretaria como registro de óbito por LVA em 2015.

Em nota, o Hospital Estadual informou que o corpo da vítima permanecia em seu necrotério nesta terça-feira à espera da família (leia mais ao lado), que não foi localizada até o fechamento desta edição.

Segundo a instituição, Soares era natural de Birigui e vivia nas ruas de Bauru, chegando a frequentar um abrigo na cidade.

Complicações

Sobre o óbito, a Secretaria Municipal de Saúde aponta que o quadro clínico do paciente teria se complicado em decorrência de outra doença que Soares já possuía e que compromete o sistema imunológico.

Secretário da pasta, Fernando Monti diz que o paciente foi diagnosticado e internado em agosto de 2014, mas, ao receber alta, acabou voltando para as ruas e interrompendo o tratamento medicamentoso, tanto da leishmaniose quanto da outra doença.

Vale lembrar que a leishmaniose não possui cura parasitária, portanto, a continuidade do tratamento clínico é indispensável.

“A doença acabou evoluindo. Entendemos que foi uma situação que decorreu não da falha do sistema de saúde, mas do fato de o paciente ter possibilitado a evolução da doença”, afirma Fernando Monti. “A maioria dos óbitos está relacionada a outras doenças. Até porque a leishmaniose em si é tratável e o Hospital Estadual é referência no assunto”, defende Monti.

Os casos

Com a morte de José Soares, o município totalizou, em 2014, 15 casos de LVA, com dois óbitos. Além dele, um vigilante de 73 anos, morador do Jardim Terra Branca, que já sofria de insuficiência renal, morreu no dia 4 de maio, após permanecer internado em duas unidades hospitalares.

Apesar do registro de ontem colocar 2014 como o ano de maior incidência de óbitos da doença desde 2011, o secretário reforça que há um cenário de queda na infestação, como já havia antecipado ao JC em reportagem publicada em setembro do ano passado.

Em 2008, a cidade contabilizava 79 casos e oito mortes. Nos últimos dois anos, porém, o número de pessoas infectadas registrou queda, de 35 casos, em 2012, para 32 casos, em 2013, ambos com um óbito cada.

O número seguiu uma tendência observada desde 2009, quando os registros começaram a cair, com exceção de 2011, ano em que cinco pessoas acabaram morrendo.

O cenário, contudo, não exclui Bauru do topo da lista das cidades do Interior do Estado com maior incidência de casos da doença.

O primeiro caso de LVA registrado em Bauru aconteceu há 11 anos e foi diagnosticado pelo próprio Monti, que, na época, era médico do HE.


Procura por familiares

Cinco dias. Este é o prazo máximo autorizado para a permanencia do corpo no necrotério do hospital à espera de familiares.

Apurações do Serviço Social do HE dão conta de que José vivia na rua e, embora tenha chegado ao atendimento com documentos, como a Carteira de Trabalho, RG e CPF, não possuía registros de contato de familiares. Durante o tempo em que permaneceu internado, o hospital conseguiu apurar que o paciente teria dois filhos na cidade de Promissão (SP). Tanto a Santa Casa quanto a Polícia Civil do município já foram comunicadas, mas não houve notícias de possíveis familiares até o fechamento desta edição.

Segundo consta em seus documentos, José Enrique Soares nasceu em 27 de setembro de 1971 e era filho de Manoelina Vicente Soares.

Qualquer informação sobre a família deve ser comunicada ao HE pelo telefone 3103-7777, ramal 3516 (o contato funciona 24 horas).