Bauru e grande região

Bairros

Cavalo agoniza horas à espera do CCZ e termina eutanasiado

Animal abandonado foi ajudado por moradores, que acionaram o Centro de Controle de Zoonoses; ainda nessa segunda (23)

24/11/2015 - 07h00

Alex Mita
O morador Rubens Grande ficou horas no local confortando o animal, que acabou sendo eutanasiado

Um cavalo adulto agonizou por horas nessa segunda-feira (23) na quadra 23 da rua Alves Seabra no Jardim Progresso, em Bauru. Moradores que viram o animal passando mal e caindo, por volta das 11h, acionaram o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) que só compareceu ao local e atendeu o animal mais de três horas depois.

O técnico em radiologia Rubens José Grande mora na esquina da quadra onde o animal caiu e conta que sinalizou o local para evitar acidentes e esperar o socorro.

“Um veterinário particular veio até aqui e disse que ele estava com sintomas de um ataque causado por tétano e que estava morrendo. Ele não tinha sinais de ferimentos, mas urrava de dor e estava com o corpo enrijecido”, conta.

O morador diz que chegou a acionar a o Corpo de Bombeiros e até a Polícia Militar por conta da demora do CCZ.

“Ele ficou ali agonizando das 11h até umas 15h30, horário em que o pessoal da zoonoses chegou. Na hora da chuva, tivemos que ficar segurando a cabeça dele para que não se afogasse”, diz o morador.

O CCZ, por sua vez, afirma que o atendimento ocorreu por volta das 14h30, mas que um funcionário já havia comparecido ao local antes e atestado a necessidade de acionar um veterinário do órgão para realizar a eutanásia.

“O setor que atendeu a denúncia registrou o chamado 12h30. Só que tivemos que atender outro chamado envolvendo um pitbull solto antes. A chuva também acabou atrasando a saída do caminhão que iria recolher o animal, por isso houve o atraso”, defende Daniel Tarcinalli, diretor de Vigilância Ambiental.

O proprietário não foi localizado. Se encontrado, ele deverá responder por maus-tratos e abandono. “Se alguém tiver pistas sobre quem é o dono pedimos para que denuncie”, finaliza Tarcinalli.

Serviço

O CCZ recebe denúncias por meio do (14) 3103-8050, em dias de semana das 8h às 17h. Aos finais de semana, o órgão recomenda acionar a PM pelo 190.