Bauru e grande região

Bairros

Após mutirão, limpeza não dura 2 dias

Projeto da Prefeitura de Bauru com comunidade promove a educação ambiental nas escolas e mutirão, porém, ainda falta consciência da população

por Thiago Navarro

30/09/2018 - 07h00

Fotos: Divulgação
Projeto leva conscientização nas escolas municipais e particulares

Região do Pousada da Esperança foi a primeira a receber ação de limpeza da Prefeitura de Bauru

A limpeza pública, apontada como um dos grandes problemas da cidade, vem sendo atacada pela Prefeitura de Bauru através do Projeto Bairros Limpos - Cidade Nota 10. A ação começou a ser feita neste ano e já chegou a dois setores da cidade, com o trabalho nas escolas, para a conscientização dos alunos e o envolvimento dos pais. No final, a prefeitura e a comunidade promovem mutirões de limpeza, porém, muitas vezes, em apenas dois dias, pessoas já depositam lixo irregularmente nesses locais. A prefeitura tem o apoio da Apecatu, e também fala aos moradores sobre os Ecopontos, onde esses resíduos podem ser descartados de maneira correta - são sete na cidade toda.

A primeira-dama Lázara Gazzetta e a vice-primeira-dama Rosângela Gimenez estão ajudando na divulgação das ações e ajudam na mobilização das Secretarias de Meio Ambiente, Administrações Regionais, Educação, Obras e Emdurb. "As ações estão sendo feitas por setor. Começamos pelo Setor 7, na Pousada da Esperança, depois nos Setores 8 e 9, que são no Mary Dota, Santa Luzia, entre outros. Aos poucos, mais setores da cidade receberão a campanha, seguindo conforme os pontos mais críticos, que foi por onde começamos o projeto", afirma Lázara.

O envolvimento da comunidade é considerado fundamental por Rosângela Gimenez. "As escolas estão participando, com a conscientização dos alunos, e isso é levado até os pais. Nos mutirões, a presença da população ainda é pequena. A maior parte é feita pela prefeitura e a Apecatu, mas o trabalho deve ser feito para que no futuro a gente tenha uma cidade mais limpa. E depois de fazer a limpeza em cada região, a ideia é limpar as principais entradas da cidade, mas a população deve colaborar, sem jogar resíduos e entulho nesses lugares, pois temos coleta e Ecopontos para a destinação", frisa.

Mesmo com os mutirões, alguns locais voltam a receber entulho e outros materiais apenas dias após a limpeza. "Já teve casos em que a prefeitura retirou o material e dois dias depois já estava sujo de novo. As pessoas precisam se conscientizar. Estamos mostrando que para esse descarte têm os Ecopontos. Só com essa colaboração será possível manter a cidade em boas condições para as pessoas", cita Lázara. Durante os mutirões, o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) participou ajudando na retirada de lixo e entulho.

ESCOLAS

A ação começa através dos estudantes. No Setor 7, foram 11 escolas atendidas, com 1.879 alunos e pais envolvidos. Depois, o mutirão de limpeza, na estrada que liga o Núcleo Gasparini ao Pousada da Esperança, retirou dez toneladas de lixo, com quatro caçambas levando o material. Mais uma tonelada foi coletada na avenida Pedro de Castro, no Pousada da Esperança. No Setores 8 e 9, mais 11 escolas participaram, com a participação de 3.102 alunos e pais, no Mary Dota, Jardim Pagani, entre outros. Depois, a prefeitura deve fazer nos Setores 10 e 11, no Geisel e Redentor, e no ano que vem em outras regiões da cidade.