Bauru e grande região

Bairros

Grupo interdita a Castelo Branco por pediatras em UPA

Manifestantes querem especialidade na Vila Ipiranga e dizem que atos irão continuar

12/04/2019 - 07h00

Aceituno Jr.
Com cartazes e faixas, os manifestantes interditaram a quadra 28 da avenida Castelo Branco

Moradores seguem com protestos para que a UPA da Vila Ipiranga passe a contar com pediatria e serviço odontológico. Na noite dessa quinta-feira (11), o local da manifestação foi a quadra 28 da Castelo Branco. A via foi interditada pelo grupo, o que causou lentidão no trânsito. A PM acompanhou o ato.

Conforme o JC noticiou, os manifestantes reclamam da dificuldade em buscar tratamento nestas especialidades desde que a pediatria foi transferida do Pronto Atendimento Infantil (PAI) para a UPA do Bela Vista, no início de março do ano passado. Na segunda-feira, inclusive, eles já haviam realizado protestos.

"E vamos seguir fazendo esses atos até o prefeito Gazzetta vir falar conosco", diz Aline Rafaele Pedrioli Torquatro dos Santos, uma das organizadoras, que é mãe de cinco filhos.

Segundo ela, cerca de 50 pessoas estiveram presentes. "Além da pediatria, pedimos semáforos aqui na Castelo. Só tem dois semáforos", reclama.

Em nota enviada no início da semana, a Secretaria Municipal de Saúde alegou que a atual gestão da saúde foi a única dentre todas anteriores que ampliou a atenção em pediatria na rede de urgência. Em relação à manifestação para colocação de pediatria na UPA Ipiranga, a pasta diz que mantém todos os compromissos previamente firmados, pois faz parte do plano de governo descentralizar a pediatria para as UPAs.

"Infelizmente, a cidade passa por um momento de epidemia de dengue que interfere no cronograma, inclusive orçamentário. Contamos com a colaboração e compreensão de todos, uma vez que a colocação de pediatria na UPA Ipiranga está sim mantida, mas, em virtude das situações acima expostas, teve o cronograma alterado", aponta o texto.