Bauru e grande região

Bairros

DAE identifica mais de 700 fraudes na rede de água em sete meses

De 2015 até julho de 2019 foram lavrados mais 4.800 autos de infração.

por JCNET

05/09/2019 - 18h20

Divulgação

Um dos meios de combate à perda de água é o trabalho constante do DAE para conter as ligações clandestinas e os furtos de água na cidade. A fraude no sistema é fator considerado para compor o índice de perdas totais na distribuição, que contabiliza volumes não medidos por falhas em hidrômetros e ligações clandestinas.

Levantamento realizado pelo setor de fiscalização da autarquia mostrou que neste ano já foram flagradas 776 irregularidades em ligações de água. De 2015 até julho de 2019 foram lavrados mais 4.800 autos de infração.

Conhecida popularmente como “gato”, a fraude configura crime, segundo Código Penal Brasileiro, e suas sanções, que incluem multa e medidas administrativas, estão previstas na Resolução n° 13 de 30 de outubro de 2017 do DAE.

As irregularidades mais comuns são feitas no hidrômetro (rompimento dos lacres ou danos ao aparelho), violação de ligações cortadas e ligações clandestinas – quando a água entra no imóvel sem passar pela contabilização do hidrômetro. Hoje a autarquia conta com 16 fiscais que percorrem todo município.

 

Para identificar essas irregularidades, o DAE recebe denúncias anônimas de casos suspeitos de furto de água e também acompanha as contas de água dos consumidores para analisar possíveis características de consumo manipulado. Quando constatada a fraude, o morador, além de receber instruções para regularizar a ligação, paga multa que varia entre R$ 1.100,00 e R$ 1.500,00 dependendo da categoria de consumo.

Além de aumentar o número de fiscais e de aprimorar estratégias para inibir essas ações fraudulentas, o DAE regulamentará em breve novo padrão de ligação que contará com uma caixa de proteção dos hidrômetros.

Segundo o Diretor do Serviço de Controle de Perdas do DAE, Elton Oliveira, a fraude traz prejuízos para todo sistema de abastecimento. “Os consumidores regularizados acabam pagando a conta daqueles que fraudam. Uma ligação de água irregular pode ainda provocar a contaminação da rede de água, já que o fraudador utiliza, na maioria das vezes, materiais inadequados para ter acesso a rede principal de abastecimento”, alerta.

As denúncias a essas fraudes podem ser feitas pelo 0800-7710195 ou diretamente na Seção de Fiscalização através do telefone 3235-6123. O DAE assegura sigilo ao denunciante. “Ao denunciar uma ligação irregular, os moradores estão contribuindo para a melhoria dos serviços de saneamento básico”, completa Elton Oliveira.

 

Ler matéria completa