Bauru e grande região

Bairros

Dinâmica, avenida sustenta Zona Leste

Marcos de Paula Raphael é importante centro comercial do Mary Dota que, com vasta diversidade de serviços, atende outros bairros da região

por Ana Beatriz Garcia

06/10/2019 - 06h00

Tainá Vétere

Movimento é registrado tanto de dia quanto de noite na Marcos de Paula Raphael

Ao longo de seus quase 1,5 quilômetros, a avenida Marcos de Paula Raphael funciona como "o coração" da região leste de Bauru, principalmente para os moradores do bairro onde está localizada, no Núcleo Habitacional Mary Dota.

Ao longo de 20 quarteirões, estão lojas dos mais variados tipos de serviços, uma ao lado da outra. De academia à farmácia. Despachante à assistência técnica. Bar, banco, supermercado e funerária. Para quem trabalha e mora no local, quase não há motivos para ir ao Centro de Bauru ou qualquer outra região da cidade (leia mais na página 44).

E não apenas para os moradores do Mary Dota, mas para quem vive em bairros como Nobuji Nagasawa, Quinta da Bela Olinda e Jardim Eldorado essa também é uma via de distribuição rápida e concentração de serviços mais próximos que outros pontos da cidade.

MOVIMENTO

Mas nem sempre foi assim. Com 28 anos de fundação, o Mary Dota tem moradores que recordam bem como tudo começou no local. "Cheguei aqui em 1996 e, por mais que a avenida sempre tenha sido comercial, o que a gente vê hoje é uma dinâmica muito diferente", comenta a comerciante Elza Ribeiro Coelho, de 64 anos. "Aqui, tudo ainda era de terra e as casas foram sendo construídas no entorno dessa avenida", conta.

A filha dela, Marcela Coelho Okino, 37 anos, trabalha no local e mora em outro bairro. "Cresci no bairro, mas não moro mais aqui. Sinto muita falta de ter tudo por perto, mas passo muito do meu dia por aqui, o que já ajuda", diz.

Hoje, Elza tem com a filha e o esposo uma loja de roupas na Marcos de Paula Raphael e afirma que o movimento é excelente por ali. "Tanto de dia quanto de noite, aqui sempre tem movimento. Nos finais de semana, lota mais que o Centro da cidade. Alguns comércios até estendem um pouco a hora de fechar, por conta do movimento."

HORÁRIO DIVERSIFICADO

É exatamente isso que a reportagem conferiu em uma passagem pela avenida após as 18h. Ao contrário de muitos pontos da cidade em que, neste horário, as portas já estão se cerrando, a avenida Marcos de Paula Raphael ainda vive até um pouco mais tarde.

"Ficamos abertos até às 19h, sábados até as 18h e domingo até 12h. É bom porque muitos que moram para essa região estão voltando de outros pontos da cidade e podem aproveitar, ainda, para fazer compras neste horário diversificado", afirma Neto Bueno, 45 anos, proprietário de uma loja de assessórios para celular na avenida.

 

‘Teve muito crescimento’

Tainá Vétere

Sônia Evangelista Justino é proprietária de uma das primeiras lojas na avenida

Dona de uma das primeiras lojas da avenida, Sônia Evangelista Justino, de 55 anos, conta como a avenida foi importante para os negócios. “Eu moro no Núcleo desde fundação e há 23 anos, tenho minha loja de roupas. Na verdade, começamos em outro ponto da avenida e depois compramos nosso próprio terreno”, conta.

O empreendimento foi crescendo junto com a avenida e recebendo clientes de outras regiões. “Teve muito crescimento ao longo dos anos. Hoje, temos de tudo aqui e isso ajuda todos os comerciantes da avenida. Atendemos não só o pessoal do Mary Dota, mas de várias outras regiões da cidade também, por isso acho que essa é uma via muito importante para a cidade”, finaliza.

Ler matéria completa