Bauru e grande região

Bairros

Liga prevê gerir plenamente o Carnaval a partir de 2021

Ainda que com subsídios da prefeitura e em busca de patrocinadores, Liesb se responsabilizará pela organização da folia; mas neste ano a responsabilidade são os repasses às agremiações

por Ana Beatriz Garcia

02/02/2020 - 06h00

Malavolta Jr.

Assim como nos anos anteriores, público poderá acompanhar de perto o espetáculo das agremiações

Fevereiro chegou e já é possível ouvir os acordes e os batuques dos sambas que animarão a festa mais popular do Brasil neste mês. Em Bauru, o Carnaval no Sambódromo já tem data marcada para desfilar alegria e, neste ano, com novidades. A Liga das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Bauru (Liesb), fundada no final do ano passado, terá sua primeira participação na organização da folia, que será nos dias 22 e 24 de fevereiro, a partir das 19h30.

A princípio, o que muda em relação aos outros anos é que, a partir deste convênio com a prefeitura, a Liga é quem receberá os aproximadamente R$ 488 mil destinados às agremiações e repassará a elas. "Este ano é a prefeitura quem está fazendo a licitação para a sonorização e organização do carnaval com a infraestrutura necessária e contratação de jurados. Nos próximos anos, será estabelecido um convênio mais amplo com a Liga e, assim, poderemos prestar esse serviço para a prefeitura por meio deste convênio", afirma Alisson Talon Carlos, presidente da Liesb e vice-presidente da Mocidade Unida da Vila Falcão, campeã do Carnaval 2019.

Ao todo, são quatro escolas de samba e oito blocos, sendo que apenas 6 recebem o repasse. Os blocos Império da Lagoa do Sapo e Dragões da Vila foram desclassificados em 2019, por desfilarem com 102 e 103 integrantes, respectivamente, número menor do que os 120 integrantes imposto pelo regulamento. Isso gera punição para as agremiações que, neste ano, não recebem subsídios do município.

A partir de 2021, a ideia é que toda a organização fique com a Liesb. Em 2020, o valor destinado a cada escola de samba será de R$ 90 mil e R$ 21,3 mil para blocos que cumpriram o regulamento. 

OFICIALIZAÇÃO

Na última segunda-feira (27), o prefeito Clodoaldo Gazzetta e o secretário de Cultura Rick Ferreira se reuniram com representantes da Liesb para celebrar a formação desta entidade. A oficialização veio junto com o anúncio de repasse de 60% da verba (que corresponde a R$ 292.800 mil) destinada ao carnaval para a Liga, que deve repassar o valor para as escolas de samba e blocos carnavalescos. Os 40% restantes (R$ 195.200 mil) serão repassados pela Prefeitura à Liga após a realização do Carnaval.

EXPECTATIVA

Para Alisson, a expectativa é de que o Carnaval cresça e melhore a qualidade. "A Liga vem para agilizar os procedimentos e buscar parcerias no setor privado para incrementar as receitas das agremiações, além do que é recebido pela secretaria, com o objetivo delas poderem fazer uma apresentação com mais qualidade", explica. "Tudo pode ser melhorado com a participação da Liga. Poderemos tentar com a iniciativa privada materiais para que haja a manutenção do Sambódromo e que esteja em boas condições não só para o Carnaval, mas para outros eventos ao longo do ano", completa.

Ainda segundo ele, isso será feito através de troca de publicidade e comerciais. "Hoje, cada agremiação tem seu patrocinador e a Liga quer, futuramente, buscar vários patrocinadores para o Carnaval bauruense e, assim, melhorar a qualidade do desfile. Até porque, todas as agremiações gastam muito mais do que o valor repassado pela prefeitura", finaliza.

Composição das Diretorias da Liesb

Diretoria Executiva:

• Presidente: Allison Talon Carlos (Mocidade).

• Vice-Presidente: Tobias Ferreira Gomes Terceiro (Estação 1° de Agosto).

• 1° secretária: Ana Beatriz Pereira de Andrade (Estrela do Samba).

• 2° secretário: Oswaldir Geraldo Ellero Junior (Mocidade)

• 1° tesoureira: Roberta Araujo Porcino de Melo (Estação 1° de Agosto).

• 2° tesoureiro: Yves Mazaro de Souzas (Coroa Imperial)

• Diretor Jurídico: Ricardo Caleda (Dragões da Vila).

Conselho Deliberativo:

• Presidente: Ana Cristina Ignácio da Silva (Mocidade)

• Vice-Presidente: Fabrício Luís de Souza (Dragões da Vila)

• Secretaria: Zilda Maria da Silva (Império da Lagoa do Sapo)

Titulares:

- Jean Carlo de Moura (Estação Primavera)

- Gilberto Cabral de Melo (Ouro Verde 100% Arte)

- Helena de Oliveira Danelo (Mocidade)

- Márcio Alex da Silva (Império da Lagoa do Sapo)

- Silvana Cristina Moreno (Estação 1° de Agosto)

- SUPLENTES:

- Gisele Aparecida Barone (Tradição da Zona Leste)

- Aluiz Marcus Travagli (Tradição da Bela Vista)

 

CONSELHO FISCAL:

 

Presidente

Donizete Aparecida Cecilio Ferreira ( Pérola Negra)

Secretário Administrativo

Glesley Jean Vergadin da Silva (Ouro Verde 100% Arte)

Secretário Financeiro

Elisabete da Conceição Ruiz ( Tradição da Zona Leste)

Suplente

Francisco Carlos Sales (Tradição da Bela Vista)

 

CONSELHO DE ÉTICA:

Presidente

Dulcinéia Cosmo Leizico (Estrela do Samba de Tibiriça)

Vice-Presidente

Wilson Timoteo Ferreira (Pérola Negra)

Suplente

Olívia Arantes de Souza (Coroa Imperial)

Secretário

Adílio do Nascimento Ferreira (Estação Primavera)

São filiadas a Liesb as agremiações:

 

Escolas de Samba:

Grêmio Recreativo Esportivo Sócio Cultural Mocidade Unida da Vila Falcão

Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos da Cartola

GRC Escola Samba Coroa Imperial da Grande Cidade

GR Escola de Samba Tradição da Zona Leste

GR escola de Samba Tradição da Bela Vista

Blocos:

Associação Cultural Carnavalesca Ouro Verde 100% Arte

Bloco Recreativo Dragões da Vila

GRESC Império da Lagoa do Sapo

GRES Pé de Varsa

Bloco Carnavalesco Cultural e Social Estação Primavera

Instituto Cultural e Social Bloco Carnavalesco Pérola Negra

Grêmio Recreativo Cultural, Social, Esportivo, Rural Estrela do Samba de Tibiriçá

Grêmio Recreativo Carnavelesco Estação Primeiro de Agosto

'Organizar e ajudar'

Presidente de uma das grandes campeãs do Carnaval de Bauru, a Acadêmicos da Cartola, Paulo Madureira fala sobre a criação os benefícios da Liga. "A Liga vem para organizar e ajudar a fazer o Carnaval, para ter mais representatividade das escolas. Nos juntamos para isso, acredito que quando nos unimos a gente se torna mais forte. É uma coisa importante para a festa, para as pessoas que mexem com o Carnaval e, claro, para as escolas e blocos", conclui Paulão.

Ler matéria completa