Bauru e grande região

Ciências

Observatório

Comunique-se Email: [email protected]

15/02/2020 - 06h00

Para ter sucesso não precisa estudar nas melhores escolas, muito menos ter QI de gênio ou maior que 150. Os brasileiros que querem fazer graduação no Exterior e as escolas que os preparam por aqui sabem que o processo e critérios de seleção são totalmente diferentes por lá do que os daqui.

As universidades lá fora é que escolhem os alunos e não adianta ter notas altas ou falar bem a língua deles. O que importa é ser competente emocional, afetivo, social e solidário, ser compatível com os novos tempos. Envolvimento social e preocupação ambiental planetária é fundamental nos quesitos exigidos!

Por que no Exterior?

1º). Queda de qualidade das universidades brasileiras nas listas de classificação, como na avaliação da "QS World University Rankings" de 2020 e da "Times Higher Education", na qual a instituição mais bem posicionada na América Latina é a Pontifícia Universidade do Chile, entre o 251-300º lugar.

2º). A vontade de migrar e mudar de vida estimulada pelos pais em função da atual situação social e política.

GÊNIOS

Estudou-se muito a vida das pessoas com QI altos. Para a grande maioria destes gênios, faltou o sucesso, que está muito ligado à ideia de felicidade. Felicidade é ter a plena coerência entre o que você pensa com aquilo que você faz! Os incoerentes dificilmente são felizes, apesar de disfarçarem.

Sucesso é o reconhecimento no meio em que vive, incluindo-se o lado profissional, de tal forma que se tenha uma vida digna e tranquila a ponto de dizer: sou feliz! Os competitivos quase sempre são incoerentes, mas por gentileza, não confunda competitividade com competência, apesar de ser muito comum esta confusão. O competente nunca é predatório como é o competitivo!

A satisfação pessoal passa também por aquilo que se conveniou chamar de sucesso. O inglês Malcolm Gladwell pesquisou o sucesso no livro Fora de Série ("Outliers"), da Sextante. Para ele o sucesso está atrelado a muita dedicação, treinamento, abdicação e trabalho. Ninguém nasceu para ser feliz! Você nasceu e até pode ser feliz, mas vai ter que dar uma raladinha antes! Vai ter que trabalhar, investir, treinar e planejar: sucesso antes do trabalho apenas no dicionário!

SUCESSO

Não se deixem enganar, um vencedor com sucesso teve 10 mil horas de treinamento, mas exclusivamente o trabalho não resolve, precisamos da confluência de fatores como:

1. Habilidade, inteligência e cultura. A maioria dos gênios não é feliz.

2. Muito trabalho e treinamento.

3. Persistência e tenacidade, mesmo na adversidade.

4. Apoio familiar, amigos ou de uma instituição. Ninguém tem sucesso sozinho!

5. Habilidade social para detectar e aproveitar as circunstâncias favoráveis, preparando-se para as oportunidades.

6. Sorte: será sempre necessária, mas sozinha não surtirá efeito.

POR FIM

Reflitamos sobre o sucesso e a felicidade que buscamos!

Ler matéria completa