Bauru e grande região

Cultura

Na bagagem da estrada

Josiel Rusmont lança CD autoral ?A dúvida na estrada? hoje no Teatro Municipal

por Nélson Gonçalves

09/08/2013 - 05h00

Quando você pega a estrada, o som que o acompanha no carro pode embalar o tempo ou te fustigar a lembranças, reflexões de vida. É essa bagagem que o compositor, músico e produtor Josiel Rusmont leva hoje para o palco do Teatro Municipal de Bauru, no lançamento de sua obra autoral “A dúvida na estrada”, a partir das 20h30. Os convites remanescentes ainda podem ser adquiridos no local.

A sensibilidade de Josiel e o jeito sereno de tratar as pessoas estarão no palco. Mas por lá estarão vertentes de vários universos sonoros, como no ambiente meio oeste americano nos timbres de ”Quando você pega a estrada”, ou na combinação da “dança” entre os movimentos da “Bailarina” e o fole bem encaixado do magnífico arranjo de Rogério Plaza.

O disco folk aborda o cotidiano em uma conversa através de ”Carolina” ou reforça nosso imediatismo consumista, fugaz, em “Contando os dias”, embora a sabedoria da existência nos chame a atenção para não esquecermos de nossas origens, no trabalho de Rusmont dedicados com simplicidade, mas amor, em “Canção para os velhos”. Não por acaso, em “mil anos” a vida renasce sem tempo, tempo que ele não precisou para cair na estrada, exatamente isso, em uma viagem longa, pelo País, de carro, buscar suas próprias dúvidas ao longo do percurso.


Inspiração nas andanças

E foi da viagem, em uma parada com as andanças mutantes da banda de rock EstereoTerapia, que Josiel retornou para casa com seu disco. “Fiz uma viagem longa por vários estados do Brasil. Revisitei Correntina (Bahia), onde passei minha infância. Estive de novo em Brasília (DF), lugar onde também vivi. E trouxe o disco na bagagem, as dúvidas que me vieram à cabeça transformadas em canções”, diz.

E das fotografias da estrada e das temáticas de vida abstraídas o músico fez a mistura sonora de folk com rock. Mas Josiel gosta dos dissonantes e eles também estão em várias canções. As influências de John Mayer, Almir Sater, Jon Denver e Chico Teixeira (o filho de Renato pra quem não sabe...) rondam as faixas do CD.

E o que Rusmont compartilha e aprendeu disso tudo? “Que nada é fácil, mas tudo é maravilhoso quando realizado com alma”. E, ao final, ele descobre, ou nos conta ainda que sem querer, que não há dúvida alguma na estrada, mas um convite para que cada um puxe o freio de mão na ciranda da rotina urbana e pise no acelerador na aventura de viver coletivamente. Ah... o nome Rusmont vem de Russo (Renato) e Montenegro (Osvaldo).

  • Serviço

O Teatro Municipal fica na av. Nações Unidas, 8-9. O telefone é (14) 3235-1072.