Bauru e grande região

Cultura

Dos quadrinhos aos cemitérios

Mostras no Centro Cultural retratam trabalhos de fotojornalistas bauruenses

por Mariana Cerigatto

06/11/2013 - 05h00

Amanda Rocha

Amanda Rocha e Priscila Medeiros expõem fotos

Sonho, morte e beleza. Duas exposições fotográficas que fazem referência a estes temas chegam à Galeria Municipal “Angelina W. Messenberg”, no Centro Cultural, de hoje até o dia 24 deste mês. As mostras - “Sandman – um olhar imaginário” e “Beleza Oculta” mostram os trabalhos das fotojornalistas Amanda Rocha e Priscila Medeiros.

“Sandman – um olhar imaginário” se baseia na história em quadrinhos “Sandman”, da editora DC Comics. A instalação fotográfica trata de um “ensaio sobre o mundo onírico dos sonhos”, nas palavras da fotojornalista e responsável pelo projeto, Amanda Rocha. São 50 imagens nos tamanhos 10x15 e 40x60 produzidas por máquinas digital e analógica que fazem alusão aos personagens Perpétuos dos quadrinhos. “É minha primeira mostra como instalação, que utiliza suportes fotográficos diferenciados: móveis antigos, objetos inusitados. O trabalho é uma releitura, uma nova interpretação que faço dos quadrinhos”, alega.

“Sandman” foi criado em 1988 por Neil Gaiman e em seus 75 números conta a história de Sonho, governante do mundo “Sonhar”. Ao lado de seus irmãos Destino, Desejo, Destruição, Morte, Desespero e Delírio, ele faz parte dos “Perpétuos”, seres que personificam conceitos da vida humana e controlam mundos distintos.

Amanda conta que sempre foi fã de histórias em quadrinhos, como “Sandman”. Começou o trabalho fotográfico baseado na obra durante a produção de sua monografia, em 2009. “Sempre li a história, é uma construção da minha bagagem cultural”, explica ela, que durante um ano e meio reuniu as imagens que formam a exposição fotografando amigos interpretando os personagens Perpétuos e os seus significados voltados ao imaginário.


Beleza Oculta

“Beleza Oculta” é o nome da exposição da jornalista Priscila Medeiros, que em 29 fotos retrata as peculiaridades muitas vezes não notadas de túmulos de cemitérios. As imagens serão expostas no tamanho 30x40 em painéis e mostram diversos trabalhos em granito, mármore e bronze que adornam túmulos e que muitas vezes são desmerecidos pelo local onde se encontram.

Embora muitos associem cemitérios apenas à tristeza, Priscila garante que várias esculturas em campos santos são obras de arte que compõem um museu a céu aberto. “Comecei a fotografar cemitérios em 1998 e, desde então, sempre gostei do tema, pois não enxergo o cemitério só como lugar de sofrimento, pois há muitas belezas nestes locais, que retratam o amor pelo ente querido com esculturas belíssimas”, destaca a fotógrafa, que retrata em suas fotos cemitérios de Bauru, São Carlos, Rio de Janeiro, Paranapiacaba, São Tomé das Letras, Ilha de Paquetá e Itajú. Para a realização das exposições as fotógrafas contam com patrocínio da Quality Fotografias e Dalin Flores e Decoração.


As fotógrafas

Amanda Rocha atua como fotojornalista freelancer desde 2010 e já foi repórter-fotográfica do jornal Bom Dia Jaú. Já ministrou oficina de fotografia e história em quadrinhos na Oficina Cultural “Glauco Pinto de Moraes”, participou de exposições coletivas em Jaú e Bauru e outra instalação fotográfica de sua autoria, chamada “Planeta Casa e outras obras”, está em exposição no Museu Ferroviário. Amanda concorre à fase final do Mapa Cultura Paulista 2013-2014 na categoria “Fotografia” e na fase regional do Mapa Cultural com “Literatura”.

Priscila Medeiros é jornalista e fotojornalista e atualmente trabalha com assessoria de imprensa. Já participou de diversas exposições, ministrou workshop, cursos diversos na área de fotografia na Oficina Cultural “Glauco Pinto de Moraes” e foi jurada da fase municipal do Mapa Cultural Paulista 2013.

  • Serviço

A Galeria Municipal “Angelina W. Messenberg” fica na Av. Nações Unidas, 8-9.