Bauru e grande região

Cultura

As voltas que Lucas Milani dá

Artista paulista transforma poemas de seu livro em disco após realizar saraus pela América do Sul e chega hoje a Bauru para mostrar o resultado

17/01/2018 - 07h00

Craws 4
Lucas Milani e banda sobem ao palco do Sesc hoje à noite em apresentação com entrada gratuita: cantor nascido em Itápolis se dedica às letras e às melodias
Fotos: Divulgação
Álbum físico deverá ser disponibilizado para venda em breve
Livro de Lucas em Buenos Aires: artista rodou pela América do Sul para divulgar obra em forma de sarau antes do disco

"Pqna Volta", assim mesmo grafado com letras a menos, é o álbum de estreia de Lucas Milani que serve de base para show que ele apresenta nesta quarta-feira (17), às 21h, com entrada gratuita, no Sesc Bauru.

O estilo musical do cantor e compositor nascido em Itápolis, em 1989, reúne influências do rock nacional da década de 70 e 80, tendo como um ícone Kid Vinil (1955-2017), artista homenageado no novo webclipe "Seu Zito", de Lucas.

Na faixa, Kid canta ao lado do jovem artista (veja webclipe em https://youtu.be/JnnDem2rwvg).

MISTURA

Formado em letras, Lucas usa afinidade com palavras para construir ponte entre a poesia e a música, informam seus divulgadores.

A união dessas duas paixões resultou em seu primeiro álbum ("Pqna Volta"), fruto de um projeto literário e musical que iniciou como um sarau itinerante por vários países da América do Sul. Na prática significa dizer que os poemas de Lucas em seu livro foram devidamente musicados.

Já lançado em plataformas digitais, "Pqna Volta" tem inspiração no Haikai, formato japonês de poemas curtos, reverenciado pelo poeta curitibano Paulo Leminski.

O álbum apresenta, portanto, 12 canções autorais retiradas de seu livro homônimo, que contém 30 poemas escritos por Lucas.

Para ouvir o álbum:

Deezer: https://goo.gl/b9goyC;

Spotify: https://goo.gl/BeWhZi

Google Play: https://goo.gl/63W97F

Itunes: https://goo.gl/7uGpT2.

SAIBA MAIS

O repertório híbrido do disco incorpora a poesia entre o folk e o rock, com músicas que traduzem o estilo de Lucas Milani, que se inspira em Los Hermanos, Tom Zé e Vinicius de Morais, entre outros.

MAIS O CAMINHO DO QUE A CHEGADA

Em "Espera", faixa com estilo folk e pegada melancólica, os arranjos são feitos em parceria com Kiko Zambianchi, renomado instrumentista e compositor que assina músicas interpretadas por grandes artistas como Marina Lima e Capital Inicial.

Já a "A Estrada é meu lugar", em parceria com o cantor Landau, é uma música mais enérgica que descreve melhor o conceito do álbum: "Sou assim como o vento, meu destino é caminhar", em que evidencia a importância do caminho e não necessariamente da chegada.

Para quem gosta de rifes de guitarra e bateria, "Quando o barulho" é a faixa mais "rumorosa" do álbum. 

SERVIÇO

Lucas Milani: nesta quarta-feira (17), às 21h, no projeto "Autorias" do Sesc Bauru. Entrada gratuita. Avenida Aureliano Cardia, 6-71. (14) 325-1750.