Bauru e grande região

Cultura

Jards Macalé solta o verbo em 'Trevas', sua 1ª inédita em 20 anos

"Chegamos ao limite da água mais funda", canta o artista de 75 anos

12/01/2019 - 07h00

Divulgação
Olhar o Brasil - O cantor e compositor Jards Macalé: criação crítica e poética sobre o "limite"

Jards Macalé acaba de lançar "Trevas" - primeira inédita dele em 20 anos. A canção é uma prévia de seu novo álbum, a ser lançado no primeiro trimestre.

A música foi construída a partir de um poema "Canto I", do poeta e crítico americano Ezra Pound, em tradução de Augusto de Campos, Décio Pignatari e Haroldo de Campos. Com instrumental forte, a canção revela o Brasil que o músico e compositor carioca vê diante de si, destacam os divulgadores.

"Chegamos ao limite da água mais funda", canta Jards em um de seus versos que se repete ao longo da construção sonora marcada pelos violões de Jards e Kiko Dinucci, além do baixo de Pedro Dantas, bateria de Thomas Harres e guitarra de Guilherme Held.

"Trevas é sobre o Brasil do futuro. Chegamos ao poço mais fundo, chegamos ao limite, chegamos ao Brasil de 2019", comenta Jards.

A música conta com direção musical do próprio Macalé, hoje com 75 anos, além de direção artística de Rômulo Fróes e produção musical de Kiko Dinucci e Thomas Harres.

O projeto foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2017, com o apoio da Lei Rouanet. O clipe está disponível e tem direção de Gregório Gananian. 

Confira a letra de "Trevas" e assista ao clipe logo abaixo  

'Trevas'

Música: Jards Macalé

Letra: adaptação de Jards

Macalé para "Canto I" de Ezra Pound,

a partir da tradução de Augusto de Campos, Décio Pignatari e Haroldo de Campos

Sol rumo ao sono

Sombras sobre o oceano

Cidades cobertas de névoa espessa

Jamais devassada

Por brilho de sol

Chegamos ao Limite da água mais funda

Levanto o olhar pro céu

Chegamos ao limite da água mais funda

Levanto o olhar pro céu

Trevas, trevas

Treva a mais negra sobre homens tristes

Trevas, trevas

Treva a mais negra sobre homens tristes

Me calo