Bauru e grande região

Cultura

Bauru recebe espetáculo 'Nerina, a Ovelha Negra'

Peça teatral é baseada em livro infantil e fala sobre preconceito

14/08/2019 - 09h47

Divulgação

Peça reflete o preconceito

O Circuito Cultural Paulista, evento promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, traz para o Teatro Municipal “Celina Lourdes Neves”, em Bauru, no dia 17 de agosto, sábado, às 20h, o espetáculo infantil “Nerina, a Ovelha Negra”, com realização da Maracujá Laboratório de Artes. O espetáculo é gratuito e terá tradução em libras.

O Circuito Cultural Paulista é patrocinado pela Lwart Lubrificantes, com execução da APAA - Associação Paulista dos Amigos da Arte e realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Ministério da Cidadania, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

O espetáculo retrata a história Nerina, que é uma ovelha negra, e por isso é expulsa de um rebanho de ovelhas brancas, que acreditam que esta diferença as impossibilite de conviverem juntas, sem se darem conta de que Nerina também é uma ovelha, como elas. Dessa forma, o espetáculo “Nerina, a ovelha negra” retrata de forma lúdica o problema do preconceito racial e a discriminação que pessoas com alguma diferença enfrentam, como a comunidade surda.

Para Greice Luiz, presidente do Conselho da Comunidade Negra, o teatro é uma forma das pessoas refletiram sobre isso:“ Uma das maneiras de mudarmos a nossa realidade é através da informação e conhecimento, portanto atividades culturais ajudam a reflexão do nosso cotidiano e reeducam as pessoas sobre postura, julgamentos e discriminação”, ressalta.

A história é baseada no livro do conhecido cartunista Michele Iacocca. O autor de mais de 200 livros infantojuvenis nasceu na Itália mas estabeleceu a vida no Brasil. Além de escritor, ele é chargista, cartunista, tradutor e diretor de arte. Em 1973, publicou seu primeiro livro, chamado Eva (Ed. Massao Ono), premiado pela crítica e publicado também na Europa. No Brasil, publicou cartuns, charges, tiras e ilustrações em jornais e revistas do país, como O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Veja, IstoÉ, Exame, Quatro Rodas, Playboy, Status, Versus, Ovelha Negra, entre outros. no ano de 2016, foi finalista do prêmio Jabuti com o livro “Soltando o Som”.

O renomado artista veio para Bauru em 2003, na III Feira do Livro, realizada pela Secretaria de Cultura, em parceria com a Editora Ática, que publicava os livros do autor. No evento, os convidados falaram sobre temas diversos do mundo da educação, arte e literatura e Michele deu uma palestra em que abordou tema da ilustração infantil.

O espetáculo “Nerina, a Ovelha Negra” retoma também o trabalho com vídeo-cenário e teatro físico, mas desta vez, o grupo escolheu se aprofundar na pesquisa musical, com músicas compostas pelo próprio autor do livro, Michele Iacocca, e pelo diretor do espetáculo e também do Maracujá Laboratório de Artes, Sidnei Caria. Para os arranjos é possível perceber as diferenças culturais trazidas pelas culturas negra e caucasiana e seus desdobramentos, propondo referências europeias e africanas como o samba, o choro, o reggae e a música clássica, que acabam culminando em misturas sonoras que revelam musicalmente a miscigenação cultural.

Serviço

Circuito Cultural Paulista
Espetáculo: Nerina, a ovelha negra
17 de agosto, sábado, 20h
Classificação livre e entrada gratuita
Tradução em libras
Local: Teatro Municipal “Celina Lourdes Neves”
Avenida Nações Unidas, 8-9

Ler matéria completa