Bauru e grande região

Cultura

Realeza do samba já está completa

Escolha realizada no Samdódromo por uma comissão julgadora define nomes que representam o Carnaval na cidade

11/02/2020 - 03h54

Renan Casal

Rei Momo, Wilson Fernandes dos Santos; Rainha da 3ª Idade, Maria Inês Silveira; Rainha Mayara Felix Pereira e Rainha da Diversidade, Kyara Arayk, sábado, no Sambódromo

Após a escolha, no dia 1/2, de Rainha e Rei Momo da Terceira Idade (Maria Inês Silveira, 66 anos, da Acadêmicos da Cartola, e João Carlos dos Santos, 62, da Coroa Imperial da Grande Cidade), foram eleitos na noite de sábado (8), no Sambódromo, os nomes que faltavam para compor a "corte do Carnaval".

Wilson Fernandes dos Santos, da Escola de Samba Tradição da Zona Leste, Mayara Felix Pereira, da mesma escola, e Kyara Arayk, da Mocidade Unida da Vila Falcão, são os escolhidos como Rei Momo, Rainha e Rainha da Diversidade da festa.

Carnaval Pacaembu OK

Todos, a exemplo de anos anteriores, cumprirão uma agenda de festividades e eventos não só na passarela do samba, nos dias 22 e 24/2, a partir das 19h30, antes dos desfiles de escolas e blocos, mas também em clubes, no Carnaval popular de bairros e em blocos de rua.

Neste ano, cinco candidatas à Rainha, duas à Rainha da Diversidade e dois candidatos a Rei Momo concorreram. Durante o desfile, cada candidato teve 5 minutos para a apresentação na passarela. As candidatas à Rainha desfilaram com traje social e, em seguida, com o traje carnavalesco. Já as candidatas à Rainha da Diversidade usaram apenas o traje carnavalesco, assim como os candidatos a Rei Momo.

Após o resultado, o Rei Momo, a Rainha do Carnaval e a Rainha da Diversidade do Carnaval 2020 receberam faixas e coroas da realeza eleita no ano passado. O Rei Momo recebeu, também, o cetro. Todos posaram com a Rainha da Terceira Idade. O Rei da Terceira Idade não esteve presente.

Comissão julgadora

Definida pela Secretaria Municipal de Cultura, a Comissão Julgadora responsável pela escolha foi composta por Jeter Michelline do Nascimento, estilista formado pela universidade Unicesumar e atuante na área, com foco em noivas e festas; Fernanda Tarosso Silva, psicóloga, professora de balé clássico e jazz, sócia-proprietária e diretora da Notre Vie Escola de Dança.

E ainda: Rosa Maria Gobbi Fazzan, cabeleireira e maquiadora profissional; Ivo Fernandes, músico, produtor cultural, fundador do grupo Quintal do Brás e fundador e coordenador do movimento Coletivo Samba; e Célia Maria Souza das Neves, professora aposentada e apaixonada por Carnaval. 

Pontuação e trajes

Cada membro da comissão atribuiu, durante o desfile, notas de 5 a 10 para cada um dos quesitos. Durante o desfile cada candidato teve cinco minutos para a apresentação na passarela.

As candidatas à Rainha desfilaram com traje social e, em seguida, com o traje carnavalesco. Já as candidatas à Rainha da Diversidade usaram apenas o traje carnavalesco, assim como os candidatos a Rei Momo.

Blocos de rua: cadastro

A Secretaria de Cultura recebe cadastro de Carnaval de rua até o dia 13. A medida vale para blocos, conforme determinações de regulamentação estabelecidas pelo decreto nº14.600/2020.

O decreto determina que as manifestações carnavalescas devem estar previamente autorizadas para festas e eventos em espaços públicos. A regulamentação já havia sido anunciada pelo secretário de Cultura, Rick Ferreira.

A Secretaria de Cultura fica na avenida Nações Unidas, 8-9, e funciona das 8h às 12h e das 14h às 17h. Para ter acesso ao decreto na íntegra, basta acessar o Diário Oficial do dia 06 de fevereiro de 2020, pelo link https://www2.bauru.sp.gov.br/arquivos/sist_diariooficial/2020/02/do_20200206_3222.pdf

Ler matéria completa