Bauru e grande região

 
Cultura

Vozes femininas na literatura regional

O livro "O vazio não está nem quando é silêncio" será viabilizado por meio de uma campanha de financiamento coletivo

por Ana Beatriz Garcia

29/07/2020 - 05h00

Com boas pitadas de humor, contos e crônicas que abordam assuntos como maternidade/não, maternidade, masturbação, solidão, afeto, trabalho, loucura e resistência ganham as páginas do livro "O vazio não está nem quando é silêncio - vozes femininas na literatura". Escrito por 20 mulheres - que vivem ou viveram em Bauru -, a obra será lançada pela Editora Mireveja, contando com ajuda por meio de uma plataforma de financiamento coletivo, disponível de 5 de agosto a 11 de setembro.

Há pouco mais de um ano no mercado, a editora localizada em Bauru decidiu lançar sua primeira coletânea de escritoras, a partir da percepção de que existe uma lacuna de livros que versem exclusivamente sobre o universo feminino nas publicações da região.

Rapidamente, percebeu-se que os textos têm força para alcançar e falar com pessoas em qualquer outro lugar. "Nós vemos esse livro como um verdadeiro ato de resistência, diante de um dos maiores desafios da sociedade contemporânea: garantir e ampliar a voz das mulheres. São vinte vozes distintas, mas que se complementam, tanto no estilo de escrita, como na militância ligada a temas como racismo, depressão e violência doméstica", explica a escritora Patrícia Lima, organizadora da obra.

MUITAS MÃOS

Produzido a muitas mãos, o livro traz textos de estudantes, professoras, tradutoras, jornalistas, pesquisadoras, grafiteiras, compositoras, cantoras, psicólogas, administradoras, esteticistas - vasto mix de profissões e habilidades. São elas Adriana Maximino, Anália Souza, Ana Paula Benini, Ariane Suaiden, Bruna Mendonça, Carolina Bataier, Carolina Firmino, Fernanda Miguel, Nane de Souza, Mariana Meira, Rebeca Almeida, Karina Limsi, Renata Machado, Natália Motta, Karol Lombardi, Priscila Bosco, Fernanda Rosário, Marina Leal, Micheli Betti e Titta Santos.

Além das 20 autoras, "O vazio não está nem quando é silêncio" reúne uma equipe de mulheres do mundo editorial como a designer paulistana Luciana Fachinni, cinco vezes ganhadora do Prêmio Jabuti em projeto gráfico, que concebeu toda a identidade visual do livro; a fotógrafa Nádia Maria (é dela a imagem da capa), que reside em Bauru e tem seu trabalho de fotografia fine art projetado mundialmente, em importantes publicações e galerias. E também Fabiana Biscaro, preparadora e revisora com uma trajetória de mais de duas décadas no mundo editorial e passagem por veículos como Gazeta Mercantil, Editora Trip e Editora Moderna.

FINANCIAMENTO COLETIVO

Para que o livro seja lançado em 16 de setembro, a equipe decidiu apresentar todos os custos do projeto e o quanto eles representam na meta que soma R$ 12.400,00. Ou seja, o valor necessário para que o livro seja produzido, remunerando de maneira justa todos os profissionais envolvidos na produção editorial e as autoras.

As 100 primeiras pessoas a apoiar o financiamento com o valor de R$ 40,00 (preço da capa) ou mais, receberá o livro com frete grátis, além de outros mimos como marcador de páginas exclusivo, print da imagem de capa da fotógrafa Nádia Maria (12cmx 12cm) e "superagradecimento" online. No site do financiamento também haverá outros pacotes de acordo com o valor da doação.

SERVIÇO

A campanha de financiamento coletivo para a produção do livro “O vazio não está nem quando é silêncio – vozes femininas na literatura” estará disponível, de 5 de agosto a 11 de setembro, no link: http://www.catarse.me/ovazio. Já o lançamento oficial da obra está previsto para o dia 16 de setembro.

Ler matéria completa