Bauru

Cultura

'Ascensão Negra' no Latinidades

Maior festival de mulheres negras da América Latina tem início nesta quinta-feira (22) com programação online até domingo (25)

por Ana Beatriz Garcia

22/07/2021 - 05h00

Divulgação

A ativista Lumena Aleluia, ex-BBB 2021, participará do primeiro talk do evento nesta quinta-feira (22)

A 14.ª edição do Festival Latinidades, maior festival de mulheres negras da América Latina, tem início nesta quinta-feira (22) e segue até domingo (25). O tema dessa edição é a "Ascensão Negra" com a função de ser mais que um festival, mas sim, um grande encontro de saberes e potências negras. Pelo segundo ano consecutivo, o festival acontece de forma 100% online, transmitido pela plataforma YouTube, no canal do Afrolatinas.

A missão do festival é ser plataforma de formação, cultura, inovação, geração de renda, impacto social, encontro, encanto, acolhimento, celebração e resistência. Neste ano, o festival homenageia a cantora e violinista baiana Rosa Passos, a artista Zezé Mota, uma das maiores ativistas da música afro-peruana e ganhadora de três Grammy Latinos Susana Baca e a vice-presidente da Costa Rica Epsy Campbell.

A programação inicia às 19h, com o Manifesto Ascensão Negra, seguido pela exibição da Minissérie "Sonhar é poder, por todas as rotas", dirigida pela diretora e roteirista Viviane Ferreira, que é uma sequência de #SonhoDePretaConta. A programação de abertura segue com um talk sobre o tema "O que é ascensão para você?", com a ex-BBB Lumena Aleluia. Durante alguns minutos, será explicado que é possível e desejável que se tenha mais perspectivas sobre o conceito de ascensão e nenhuma delas precisa estar certa ou errada e nem se sobrepor a outra.

CASA AFROLATINAS

A grande novidade desta edição será a inauguração da Casa Afrolatinas com um tour virtual. A Casa Afrolatinas é uma central criativa, um espaço de trocas, intercâmbios culturais e experimentação de tecnologias. "Assim como o Festival Latinidades, a Casa Afrolatinas nasceu para ser um espaço ativador de encontros, encantos, formações e oportunidades. Uma casa de mulheres negras latino-americanas e caribenhas. Uma casa de afetos" explica Jaqueline Fernandes, co-fundadora da Afrolatinas.

A primeira atração na Casa Afrolatina será o recital Afrobooktuber, A Outra História, com Boris. Quem abre é a poetisa colombiana Mary Crueso, pioneira da literatura infantil afro-colombiana. Seguida da mestra de direitos humanos e escritora antologizada Xiomara Cacho. Depois, a atração segue com a colombiana Luz de Carmen Serna. A multiartista Zezé Motta, uma das homenageadas da edição 2021, faz um pocket show às 20h. Com 14 discos gravados ao longo dos seus 77 anos, Zezé regravou clássicos como Trocando em Miúdos, de Chico Buarque e Francis Hime, e Pecado Original, de Caetano Veloso.

JAM SESSION E TALK

Pela primeira vez, o Festival Latinidades apresenta uma Jam Session, definido como um encontro improvisado com a participação exclusiva de artistas entre instrumentistas, intérpretes, compositoras e poetas negras. Com direção artística de Jaqueline Fernandes e produção executiva de Moara Ribeiro, o Preta Jam, com 10 artistas, acontece na Casa Afrolatinas, às 20h30.

A penúltima atração da noite, às 21h20, é a apresentação da campanha "E eu não sou uma mulher?", uma coleção de lingerie pensada, desenhada e desenvolvida por mulheres negras do Coletivo Preta Sou, de Minas Gerais, para mulheres negras. Quem encerra a programação da primeira noite é o talk do Dom Filó, do Cultne TV, às 21h20. 

A programação completa que ainda conta com nomes como a vereadora Érika Hilton, eleita na última eleição em São Paulo, e pocket shows com Josy Anne, MC Taya, Urias, Ebony e Jub do Bairro pode ser conferida no site oficial do Afrolatinas. 

SERVIÇO

A 14.ª edição do Festival Latinidades será desta quinta-feira (22) a domingo (25), com atrações onlines pelo YouTube do festival, disponível em: https://www.youtube.com/user/GrioProducoes A programação completa está no site: https://afrolatinas.com.br e Instagram: https://www.instagram.com/afrolatinas/

Ler matéria completa