Bauru

Cultura

Cabelo também é identidade

Projeto artístico realizado em escola de Bauru promoveu autoaceitação, empoderamento e empatia entre seus alunos

26/10/2021 - 05h00

Divulgação

As crianças se divertiram no processo de criação

Embarcando no movimento de autoaceitação e empoderamento, a Escola Estadual Professor Luiz Braga, de Bauru, promoveu ao longo dos meses de setembro e outubro o projeto artístico "Meu cabelo...Minha identidade". A atividade, realizada com alunos entre o primeiro e quinto ano, proporcionou momentos de alegria e respeito entre as crianças atendidas pela unidade.

Idealizado pela professora de artes Luci Maria Viotto Constantino, o projeto teve como objetivo incentivar a autodescoberta por meio da raça, onde os mais variados tipos de cabelo ganharam destaque em colagens feitas com materiais reciclados da própria escola, como caixas de papelão onde são entregues a merenda escolar.

A ação também teve como intenção diminuir a discriminação racial e preconceito relativos ao tipo de cabelo, utilizando de atividades lúdicas para estimular o respeito ao próximo. Utilizando da diversão e empatia, a professora conclui o projeto com um alto índice de aceitação entre os alunos. "A professora é muita dinâmica e os alunos possuem muita identificação com ela. [...] Eles adoram. O que ela faz, eles abraçam. São sempre muito receptivos", conta Aldo José Martins, diretor da escola.

Para execução da atividade, Luci optou por exibir o curta-metragem "Hair Love", vencedor do Oscar por Melhor Curta de Animação em 2020, para os alunos. Também foram utilizados como embasamento o filme "Cabelos do Brasil", a música "Cabelo", de Gal Costa, e os livros "Menina bonita do laço de fita", "Meu crespo é de rainha", "Amor de cabelo" e "O pequeno príncipe preto".

O resultado da ação artística foi apresentado em uma mostra expositiva, que coloriu os corredores da escola estadual com as mais variadas texturas e formas escolhidas pelas crianças.

Ler matéria completa

×