Bauru e grande região

Gastronomia

Pamonha e curau!

19/06/2016 - 07h00

Junho é o mês da colheita do milho e das festas juninas. O que há em comum entre eles é que não há celebração junina sem receitas à base do ingrediente. Como muitas das tradições brasileiras, a comemoração, com origem em Portugal, nasceu de uma mistura entre tradições pagãs e cristãs.  
Já o milho foi descoberto há mais de sete mil anos em ilhas próximas ao litoral mexicano e seu nome significa “sustento da vida”. 
Segundo o antropólogo e autor do livro Caminhos de açúcar, Raul Lody, este grão é fácil de ser cultivado e consumido e por isso se espalhou rapidamente pelo mundo. “Os índios brasileiros faziam seu plantio e com a chegada dos portugueses surgiram novos pratos com o ingrediente”, conta Lody.  
Nas festas juninas, os pratos com milho são as estrelas, como o curau, receita originada da mistura entre um pudim europeu e o mingau. O preparo é similar ao da canjica do Nordeste e diferença entre os dois é que “curau não leva manteiga, nem cravo e canela em pau. Pode-se, contudo, polvilhar a canela em pó depois de pronto. Além do que, o prato deve ter a consistência de um mingau”, explica o antropólogo. Ele ainda ressalta que todos os doces destas comemorações podem e devem ser aproveitados: “Honrar tradições faz parte da construção da memória coletiva”.  *colaboração: Campanha Doce Equilíbrio.

Curau da Doce Equilíbrio
Ingredientes: 
5 espigas de milho maduro; 
1 xícara de açúcar; 
1 pitada de sal; 
800ml de leite; 
Canela em pó.

 Modo de preparo: 
1. Descasque e limpe as espigas; 
2. Corte os grãos da espiga com uma faca tendo cuidado para não cortar o sabugo do milho, se não o preparo vai amargar;
3.  Passe em um processador de alimentos o milho juntamente com a metade do leite.
4.  Passe a massa numa peneira fina; 
5.  Numa panela, acrescente a massa de milho, o resto do leite, o açúcar e coloque o sal. 
6.  Leve para fogo, mexa sem parar até que cozinhe; 
7.  Tire do fogão assim que o curau atingir a consistência de mingau. 

 
Pamonha de milho:

Ingredientes: 
36 espigas de milho maduro; 
1k de açúcar; 

½ L de óleo de milho; 
1 pitada de sal.

Modo de fazer: 

Corte o milho nas extremidades e depois descasque as espigas. Reserve as palhas mais internas, as maiores e melhores. 
Limpe bem o milho e depois rale as espigas. 
Passe a massa de milho numa peneira grossa. 
Numa tigela, misture a massa de milho, o açúcar, o óleo e tempere com a pitada de sal. A massa deve estar grossa o suficiente para que não escorra da mão.
Para embrulhar a pamonha: 
Com as palhas do milho que foram reservadas, faça um cone e dobre a ponta para formar um copo. Coloque então a massa de milho. 
Na parte superior, faça outro cone com a palha e dobre, fechando assim a pamonha.
Use um barbante de algodão para amarrar a pamonha em cruz, como se fosse um pacote. Tome cuidado para não derramar.
Para cozinhar: 
Numa panela grande com água suficiente para cobrir as pamonhas e ferver, coloque os embrulhos para cozinhar. 
O tempo de cozimento dependerá do tamanho da pamonha. Em média, é de uma hora.

Bolo Pamonha

Ingredientes
Ingredientes: 
Uma lata de milho verde 
A mesma medida de leite 
Uma caixa de creme de leite 
Três ovos 
Uma xícara e meia de açúcar 
Uma xícara e meia de fubá de milho instantâneo 
Duas colheres de sopa de margarina. 
Uma pitada de sal 
Duas colheres de sopa de fermento 

Modo de Preparo

A massa é feita em duas etapas:
A primeira etapa:
Bata no liquidificador o milho, o leite e o creme de leite. É preciso bater por um minuto, para que se transforme em uma massa homogênea. Reserve.
Segunda etapa:
Na batedeira, coloque os ovos, o açúcar, o fubá, a margarina e a pitada de sal. Bata por uns três minutos até que se transforme em uma mistura homogênea.
Despeje o conteúdo do liqüidificador na batedeira e misture as duas massas, em seguida acrescente o fermento e mexa delicadamente.
Leve ao forno médio, por cerca de 50 minutos, em um tabuleiro untado com manteiga e farinha.
Retire do tabuleiro e polvilhe açúcar.

*receita GSHOW –

Pamonha com coco

25 espigas de milho
2 ½ xícaras de açúcar refinado
Leite grosso de 2 cocos
Leite ralado de 2 cocos (7 xícaras)
1 xícara de chá de erva-doce
1 colher de sopa de manteiga derretida
palhas de milho em formato de saquinhos
Rale o milho. Com a metade do leite de coco ralo, lave a massa e passe-a por peneira mais grossa do que a da canjica. Acrescente o restante dos ingredientes. Encha os saquinhos feitos com palhas, amarre-os com tiras finas de palha e leve-os a cozinhar em bastante água fervente com um pouquinho de sal.

Pamonha mineira salgada

Ingredientes
12 espigas de milho verde
2 xícaras (chá) de leite
4 colheres (sopa) de queijo de minas curado ralado
2 colheres (chá) de sal

½ colher (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de margarina
Queijo de minas frescal (opcional)

Modo de Preparo

Ao retirar a palha do milho, reserve-a para embalar as pamonhas.
Higienize as espigas retirando qualquer impureza.
Com o auxílio de uma faca, retire o milho das espigas rente ao sabugo.
Coloque no liquidificador com o leite e bata.
Passe a mistura pela peneira, esprema e despreze o bagaço.
Acrescente o açúcar, o queijo, o sal e a margarina e misture com uma colher.

Modo de Preparo das Pamonhas

Limpe bem a palha reservada e cozinhe por água fervente por 10 minutos.
Escorra e passe-as pela água gelada.
Sobreponha duas palhas de milho em cruz e preencha a cavidade com 1 xícara (chá) do creme.
Dobre como se fosse um embrulho tomando o cuidado de fechar as pontas para dentro.
Amarre com tira de palha ou barbante e cozinhe em água fervente por 1 hora.
Escorra e sirva morna.