Bauru e grande região

Economia & Negócios

Bauruense é pioneiro da modernidade supermercadista

Presidente da Rede Confiança, Jad Zogheib celebra 30 anos do sucesso de seu Grupo, sendo reconhecido inclusive por seus pares como empresário ousado e inovador que contribuiu para a evolução do segmento supermercadista no Brasil.

por Editoria de ?Economia? do JC, com Dora Press Comunicação

22/12/2013 - 05h00

Divulgação

Confiança Max foi a primeira loja informatizada no Interior do Estado

A exemplo de outras empresas bem sucedidas, a história da rede Confiança de Supermercados começou pequena, com estruturas simples, poucos recursos, mas com muita vontade de trabalhar e crescer. Hoje é uma das redes mais  conceituadas  e  respeitadas  do  país.

Esta é uma história de 30 anos que pode ser traduzida em algumas palavras-chave: gestão, intuição, estratégia e superação. Mas vale a pena conhecê-la um pouco melhor.

Tudo teve início em janeiro de 1951, quando a família Zogheib chegou ao Brasil vinda do Líbano e instalou-se na cidade de Arealva. Lá os patriarcas abriram seu primeiro estabelecimento comercial, a Casa Confiança.

Na época não havia os mercados como conhecemos hoje, eles se chamavam armazéns de secos e molhados, que comercializavam gêneros alimentícios, tecidos, além de produtos domésticos em geral, implementos agrícolas, materiais para construção e alguns outros produtos. 

Ainda criança, Jad Zogheib acompanhava a rotina dos pais e auxiliava em todos os processos do negócio. Desde a adolescência e até durante a época da faculdade esteve com o “umbigo no balcão”.

Ali ele aprendeu a comprar, vender, abastecer, separar produtos, empacotar, entregar e, principalmente, a valorizar as relações com as pessoas, atendimento um a um personalizado. E é a partir daí que começa uma grande história de sucesso pautada nas palavras chave já mencionadas.

No começo da década de 1970, os pais de Jad, preocupados com a educação dos sete filhos, decidiram se mudar para Bauru, pois a cidade era mais próspera e oferecia um ensino de melhor qualidade. E, mesmo com a mudança de município, eles deram continuidade ao negócio que tinham em Arealva e abriram a Casa Confiança, na Vila Falcão, bairro tradicional da cidade, que recebeu a família cordialmente.

Em 1980, Jad concluiu o curso de graduação em engenharia civil pela Fundação Educacional de Bauru (hoje Unesp). A experiência acadêmica ampliou sua visão estratégica sobre negócios, gerenciamento e relacionamento com o público.

Nessa mesma época, seu sangue árabe de comerciante correu mais forte em suas veias e a opção pelo comércio foi natural. O tino comercial apurado, aliado à sua formação acadêmica, fortaleceu a decisão e o jovem empreendedor decidiu comprar dos pais a Casa Confiança. Lembrando que Jad chegou a atuar alguns anos na área da engenharia civil, sem nunca abandonar o comércio. Aqui encontramos a primeira palavra que norteia o empresário: gestão.

Para se destacar no ramo, Jad decidiu focar suas ações no cliente, máxima adotada até hoje pela rede. Assim, buscou novas formas de atender melhor seu público e investiu nessa ideia.

Tanto isso é verdade que, no fechamento da cooperativa da Noroeste do Brasil, ele comprou as gôndolas de madeira, colocou um check-out no estabelecimento e transformou o armazém em um mini mercado. E o resultado veio imediatamente, com aumento das vendas do local.

‘Independência’

Paralelamente a essas ações, Jad planejava a abertura de seu primeiro supermercado. Um espaço mais amplo e moderno para atender a um público maior. Em 1983, abriu a primeira loja Confiança Supermercados no bairro Independência e trouxe as irmãs Ivete e Tereza Zogheib para serem sócias e ajudarem nos negócios. 

A experiência deu muito certo e, no ano seguinte, o empresário não perdeu tempo e abriu a segunda loja, desta vez na rua Campos Salles, na Vila Falcão. Na verdade este mercado ficava na quadra em frente à atual loja da Falcão.

Leia também

‘Getúlio só estava no começo’

Um novo conceito e expansão

Confiança presente na região