Bauru e grande região

Economia & Negócios

Em cinco anos, MEIs crescem 168%

Número de microempreendedores individuais formalizados em Bauru hoje supera os 25,4 mil profissionais; no Brasil, já são mais de 8 milhões

05/04/2019 - 07h00

Um setor que cresce ano a ano em todo o País é o dos microempreendedores individuais (MEIs). E Bauru acompanha tal tendência. Hoje, já são 25.486 profissionais formalizados na cidade. Para se ter uma ideia do crescimento, entre 2013 e o final de 2018, houve um aumento de 168% no número de MEIs no município.

Esta categoria é formada por aqueles profissionais que trabalham por conta própria e têm o faturamento bruto anual de até R$ 81 mil. De acordo com o Portal do Empreendedor, em março deste ano, o número de profissionais formalizados no País ultrapassou a casa dos 8 milhões.

O sucesso do modelo entre os brasileiros é atribuído aos benefícios concedidos para esses empresários, que, além de receber um CNPJ, conseguem realizar empréstimos e emitir notas fiscais.

Os MEIs também têm direito a auxílio-doença, aposentadoria por idade, salário maternidade, pensão e auxílio-reclusão. Em contrapartida, o microempreendedor deve efetuar o pagamento mensal do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), um pequeno valor referente aos tributos obrigatórios.

RITMO MUNICIPAL

Acompanhando o ritmo do País, o município de Bauru vem se destacando pelo crescimento da quantidade de MEIs. Em 2013, 9.033 pessoas se inscreveram no sistema. No ano seguinte, houve um aumento de 35,43% nas inscrições, fazendo com que o número de MEIs saltasse para 12.234. Os bons resultados se repetiram nos anos seguintes, já que foram contabilizados 15.638, 18.978 e 22.737 profissionais em 2015, 2016 e 2017, respectivamente. No final de 2018, eram 24.226 MEIs.

Colocando na "ponta do lápis", entre 2013 e 2018, houve um crescimento de 168% com relação ao número de pessoas formalizadas. Neste ano, os dados liberados pelo Portal do Empreendedor mostraram que este número tende a aumentar, tendo em vista que cerca de 1.260 pessoas já se tornaram MEIs entre janeiro e março.

DEZ ANOS

A lei que oficializou o MEI completou 10 anos no dia 22 de dezembro do ano passado. E, na ocasião, Bauru já comemorava a 10.º posição no ranking dos municípios que mais formalizam no Estado de São Paulo.

De acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), os cabeleireiros se consolidaram como os profissionais mais formalizados em Bauru. Logo em seguida, destacaram-se os comerciantes varejistas de roupas, alveneiros, promotores de vendas e os profissionais voltados para a área da beleza.

Os dados de dezembro apontavam que, apesar do sexo masculino representar 54% do número de formalizações em Bauru, as mulheres vêm ganhando espaço. Para se ter uma ideia, do total dos cabeleireiros oficializados, 1.518 eram do sexo feminino e 437 do sexo masculino. O mesmo ocorreu com o comércio varejista de roupas, uma vez que foram 1.118 mulheres e 344 homens.

COMO SE FORMALIZAR

Para se formalizar, o pequeno empreendedor deve consultar no Portal do Empreendedor (https://www.portaldoempreendedor.gov.br) as atividades permitidas no enquadramento como MEI. Além disso, deve fazer uma consulta prévia junto à prefeitura para verificar se é possível desenvolver sua atividade no local desejado (zoneamento local).

Depois disso, a formalização é feita pela Internet no site do Portal do Empreendedor. É importante lembrar que a Casa do Empreendedor de Bauru oferece todo o suporte aos microempreendedores locais, fazendo desde a formalização até as declarações anuais necessárias. O local também conta com todos os serviços do Sebrae Aqui, que dão suporte para as pessoas que desejam abrir uma empresa e para os empresários que precisam de gerenciamento nas áreas de Administração, Finanças, Agronegócios, Gestão de Pessoas e Marketing. Além disso, possui o Banco do Povo Paulista, que disponibiliza a concessão do microcrédito produtivo.

A Casa do Empreendedor está localizada na Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda (Sedecon) e funciona das 8h às 17h. Mais informações: (14) 3227-7819.