Bauru e grande região

Economia & Negócios

Apas: geladeira inteligente e piso que gera energia são novidades

Maior feira e congresso de supermercados do mundo mostra que o setor se prepara para entrar de vez na era da tecnologia 4.0

por Marcele Tonelli, enviada a São Paulo

11/05/2019 - 07h00

Fotos: Marcele Tonelli
Gregório Pestana demonstra o piso carregador de energia

Geladeira interage com clientes por reconhecimento facial

Imagine abrir a geladeira em um supermercado e, antes mesmo de alcançar o produto, receber informações personalizadas sobre os benefícios que ele trará a você. Esta é umas das novidades apresentadas na maior feira e congresso de supermercados do mundo, a Apas Show, realizada no Expo Center Norte, na Capital, entre 6 a 9 de maio. O evento, que aponta as tendências do setor, mostra que os supermercadistas se preparam para entrar de vez na era da tecnologia 4.0. E os benefícios vão além do atendimento. O exemplo é um piso que gera energia renovável por meio do caminhar das pessoas e que pode ajudar a alimentar toda a iluminação de um supermercado.

O futuro tecnológico do segmento foi tema central na 35.ª edição da Apas Show "Super Hack - Hakeando o Supermercado". "Nossos negócios estão sendo altamente pautados pela tecnologia. Por isso, queremos impactar o setor supermercadista com a inovação. Vivemos em um cenário sem precedentes no mundo dos negócios do varejo, devido ao impacto da inovação nas operações", comentou Ronaldo dos Santos, presidente da Associação Paulista dos Supermercados (Apas) durante a abertura do evento.

A geladeira interativa, produzida pelas empresas Sensormatic e Equipa, traz, além da interação personalizada por meio do reconhecimento facial, a reposição. Basta alcançar um produto para que os sensores liguem um sistema que empurra novos para frente.

Já o eco piso, produzido pela Luminae, transforma joules do peso humano em watts. Basta caminhar sobre ele.

"A inovação traz riscos, mas é preciso coragem. Há essa necessidade de prototipar. As lojas se tornam mais curiosas e atraentes", completou o presidente da Apas.

APLICATIVOS

Pesquisa da Ibope Conectas apresentada no congresso aponta ainda que, no universo digital, a adesão a aplicativos de ofertas de supermercados cresceu 15% em um ano.

"Hoje, é um canal que corresponde por 2,2% do faturamento, mas há pesquisas que apontam que este valor deve chegar a 25%. São bilhões de reais que irão migrar, em alguns anos, apesar de 75% continuar no tijolo, no físico", observou o economista Thiago Berka.

Em contrapartida, o nível de satisfação dos aplicativos despencou 5% em 2019, porque os consumidores estão mais críticos. Não ter boas ofertas, não funcionar bem e ocupar espaço de armazenamento em smartphones incomodaria 50% dos usuários, conforme a pesquisa.

Para o sucesso do digital, o essencial é conhecer o público e identificar subgrupos para personalizar o atendimento. É o que acredita também o presidente da Google, Fábio Coelho, que esteve entre os presentes no congresso Apas. Ele destacou ainda que 60% das vendas offline têm sido influenciadas por interferências digitais. "O brasileiro passa nove horas por dia conectado e, muitas vezes, as pessoas já chegam às lojas sabendo com profundidade sobre o produto por ter feito pesquisas na Internet", ressaltou.

Fotos: Marcele Tonelli
Ronaldo dos Santos, presidente da Apas SP: "Nós queremos impactar todo o setor supermercadista com a inovação"

A 35.ª edição da Apas Show ocorreu de 6 a 9 de maio no Expo Center Norte, na Capital, debateu futuro tecnológico do segmento supermercadista e apontou tendências

Os varejistas tradicionais, no entanto, são os que ainda têm prioridade, já que pessoas se comportam de forma habitual. A força das marcas, a existência de lojas físicas e a possibilidade de trocas são consideradas. O que, para ele, caracteriza a necessidade cada vez maior de integração entre o físico e o virtual.

"Às vezes, as grandes transformações nas companhias começam devagar e ficam rápidas. Os hábitos de consumo mudam e temos que nos adaptar", finalizou.

Otimismo no setor

A Apas Show 2019 somou mais de 100 mil visitações em quatro dias e movimentou US$ 330.546 milhões em negociações internacionais. Os números consolidam, segundo o vice-presidente da Apas, Erlon Ortega, o momento otimista dos supermercados. "Crescemos de 750 para 847 expositores, com 222 internacionais e de 22 diferentes países. E aumentamos um pavilhão inteiro neste ano", detalha. Em 2019, o setor espera crescimento entre 2% e 3%.

O senador Eduardo Bolsonaro e a deputada federal Joice Hasselmann foram convidados da abertura da Apas Show. "Com a aprovação das reformas e o destravamento da economia, teremos um cenário ainda melhor. Por isso, pedimos aos supermercadistas que fizessem discurso aos seus colaboradores falando a verdade sobre a reforma da Previdência, que ela não prejudicará o trabalhador", completa o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo.

Bauru, a cidade e o lanche, brilham

Marcele Tonelli
Marquinho do Skinão entrega o lanche para Jorge Volkweis

Pelo quarto ano na Apas Show, a EcoArt, empresa bauruense de expositores com design sustentável, foi destaque e recebeu o prêmio Popai Apas em três categorias: melhor stand design pequeno porte, stand sustentável e ação promocional.

Em sua promoção, a EcoArt levou até a feira Marco Antônio Sanches Francisco, o Marquinho do Skinão, que preparou o verdadeiro Bauru para os clientes e participantes do evento. O lanche transformou o stand da EcoArt em um dos mais visitados no local e houve até fila para experimentar o Bauru. Jorge Volkweis, diretor de uma empresa de Porto Alegre, conheceu a receita original e se surpreendeu. "Só conhecia o Bauru com presunto e queijo, mas esse aqui é sensacional, muito mais gostoso".

Além da EcoArt, outras seis empresas da cidade e região marcaram presença na Apas: Gera Arte, Mezzani, Plasútil, Cléo Malharia, Pró Market (Agudos) e Toffano (Jaú). Caravanas com dezenas de colaboradores da cidade também participaram.