Bauru e grande região

Economia & Negócios

'Nos dê um ano ou dois', pede Guedes

Compilação de quase 90 indicadores nacionais, da economia ao meio ambiente, mostra que a maioria deles regrediu

por FolhaPress

13/08/2019 - 06h00

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ricardo Villas Boas Cueva, do STJ, e Paulo Guedes, da Economia

Brasília  - Após a publicação de levantamento do jornal Folha de S.Paulo que mostra uma piora na maior parte dos indicadores do país nos primeiros meses da gestão de Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (12) que o país precisa de uma sequência de reformas e pediu um tempo para que os efeitos sejam observados.

No domingo (11), ao ser questionado sobre o desempenho dos indicadores, Bolsonaro evitou fazer comentários e solicitou que a reportagem questionasse o ministro da Economia. "Pergunta para o Paulo Guedes", disse na ocasião.

Nesta segunda, (12) em discurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça), Guedes falou sobre o desempenho da economia do país.

"Quebraram o setor elétrico, o setor de petróleo, os fundos de pensão e agora a economia parou. E agora, em cinco, seis meses 'o Brasil não está andando. Culpa do novo governo'. Ora, senhores. Quem governou 30 anos o Brasil, a social-democracia, que fez muitas coisas boas, dê um ano ou dois", disse o ministro que abriu o "Seminário sobre Declaração de Direitos de Liberdade Econômica",

A compilação de quase 90 indicadores nacionais, que vão da economia ao meio ambiente, mostra que a maioria deles regrediu nos primeiros seis meses da gestão de Bolsonaro. Foram analisadas 87 estatísticas oficiais e de estudiosos que têm números atualizados até algum ponto do primeiro semestre de 2019. Cruzadas com os dados de 2018, 44 pioraram, 15 permaneceram estáveis e 28 apresentaram alguma melhora.

Entre os indicadores que mais apresentam deterioração estão os de educação, saúde e meio ambiente. Há melhora nos índices de criminalidade. E resultados semelhantes nos econômicos.

Ler matéria completa