Bauru e grande região

Economia & Negócios

Procuradoria denuncia 26 sob acusação de fraudes

Medida atinge fundos de pensão, entre eles o da Petrobras e o dos Correios

por FolhaPress

08/10/2019 - 06h00

Brasília - Procuradores da força-tarefa da operação Greenfield, em Brasília, denunciaram 26 pessoas sob acusação de praticar fraudes contra três fundos de previdência complementar, que estão entre os maiores do país, por meio de aportes em um outro fundo que, segundo a investigação, apresentava desequilíbrio e incapacidade financeira.

Os fundos de pensão atingidos pelas fraudes, segundo o Ministério Público Federal, foram Funcef (Fundação dos Economiários Federais), Petros (Fundação Petrobras de Seguridade Social) e Postalis (dos empregados dos Correios).

Foram oferecidas, no último fim de semana, três denúncias à 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília nas quais os procuradores requerem, além da condenação dos acusados, o pagamento de R$ 3,1 bilhões como reparação pelos danos moral e social causados e como devolução dos produtos dos crimes. O valor equivale ao triplo dos prejuízos causados, segundo o MPF (Ministério Público Federal).

Os crimes ocorreram, segundo as denúncias, de 2009 a 2014. Se a Justiça receber as denúncias e tornar os acusados réus, eles deverão responder por gestão fraudulenta, temerária ou por desvio de recursos em proveito próprio ou de terceiros.

As denúncias estão sob sigilo e o Ministério Público Federal não divulgou os nomes dos acusados.

Ler matéria completa