Bauru e grande região

Economia & Negócios

Banco vende US$ 1 bilhão à vista

Com a manobra do Banco Central brasileiro, o dólar recua para R$ 4,216 com decréscimo de praticamente 1% em 24 horas

por FolhaPress

29/11/2019 - 06h00

Marcello Casar Jr/Agência Brasil

Dólar cai e o real foi a moeda que mais se valorizou nesta quinta

São Paulo  - Depois de quatro pregões de alta, a cotação do dólar cedeu e recuou 0,980% nesta quinta-feira (28), a R$ 4,2160, menor valor desde sexta (22). Dentre as principais moeda globais, o real foi a que mais se valorizou na sessão.

No início do pregão, o Banco Central (BC) voltou a intervir no mercado, com venda de US$ 1 bilhão à vista,  que havia sido anunciado na véspera. O BC fez ainda a rolagem de todos os 15.700 contratos de swap cambial tradicional ofertados em leilão, mas não aceitou propostas para a oferta de US$ 785 milhões à vista, em operação casada com leilão de até 15.700 contratos de swap cambial reverso, para o qual também não houve colocação.

Além da atuação da autoridade, o dólar teve sua queda acentuada pela revisão dos dados das exportações brasileiras registradas em novembro, elevando em US$ 3,8 bilhões o fluxo da vendas externas acumuladas no mês em relação ao informado anteriormente.

BALANÇA NEGATIVA

A Secretaria de Comércio Executivo do Ministério da Economia havia divulgado na segunda (25) que a  balança comercial brasileira estava com saldo negativo de US$ 1,099 bilhão em novembro, que caminhava para fechar no vermelho, o que não acontecia desde novembro de 2014, quando houve déficit de US$ 2,432 bilhões.

Pelas novas informações divulgadas nesta quinta, o país exportou nas quatro primeiras semanas deste mês o equivalente a US$ 13,5 bilhões, ante os US$ 9,7 bilhões reportados antes. No acumulado do mês a balança está superavitária em US$ 2,7 bilhões.

Ler matéria completa