Bauru e grande região

Economia & Negócios

Banco Central pode interromper o ciclo de cortes na taxa de juros

Ata do Copom mostra uma tendência de manter o patamar da Selic

12/02/2020 - 06h00

São Paulo - O atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na definição da taxa básica de juros, a Selic. Essa é a conclusão do Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, que decidiu na semana passada reduzir a Selic em 0,25 ponto percentual para 4,25% ao ano.

Em ata da última reunião, divulgada nesta terça-feira (11), o Copom afirmou ser importante observar os efeitos dos cortes já feitos na taxa Selic e indicou que pode interromper o ciclo de reduções. O atual ciclo de cortes teve início no fim de julho de 2019.

Considerando os efeitos defasados do ciclo de afrouxamento (redução da Selic) iniciado em julho de 2019, o comitê vê como adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária. "O Comitê enfatiza que seus próximos passos continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação, com peso crescente para o ano-calendário de 2021".

Ler matéria completa