Bauru e grande região

 
Economia & Negócios

Ministro terá que fazer modificações na equipe

por FolhaPress

28/07/2020 - 05h00

Em apenas três dias, veio a público que o ministro Paulo Guedes (Economia) sofreu duas baixas na equipe, o que vai propiciar uma nova dança das cadeiras nessa área do governo.

Na sexta-feira o BB (Banco do Brasil) comunicou oficialmente a saída do presidente Rubem Novaes. Neste domingo (26), soube-se que também deixará o ministério da Economia o diretor de programas, Caio Megale. A  principal missão de Guedes é definir o substituto de Novaes na presidência do BB.

Fontes ligadas ao Ministério contam que Guedes avalia o que chama de solução externa e pode surgir uma indicação de um nome do mercado.

A indicação caseira —escolha de um nome da instituição— atenderia algumas correntes internas que tinham certo descontentamento com a gestão de Novaes por ele não ser funcionário de carreira.

MEGALE

Caio Megale disse que a decisão de deixar o governo já vinha sendo amadurecida há algum tempo, mesmo antes da saída do ex-secretário do Tesouro. 

Megale chegou a ser cotado para substituir Mansueto Almeida como titular do Tesouro Nacional. Mansueto deixou o cargo em 15 de julho. No entanto, Bruno Funchal ficou com a vaga.

Ler matéria completa