Bauru e grande região

Economia & Negócios

Benefícios pagos pelo INSS devem ter reajuste de 5,45% em 2021

Governo estuda antecipar o 13º de aposentados e pensionistas

por FolhaPress

13/01/2021 - 05h00

São Paulo - Os benefícios pagos pelo INSS com valores acima do salário mínimo deverão ser reajustados em 5,45% em 2021, acompanhando o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado em 2020.

O índice, divulgado nesta terça-feira (12) pelo IBGE (leia à página 17), mede a inflação para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos e é a referência para a atualização de benefícios previdenciários.

Com o reajuste de 5,45%, o teto dos benefícios do INSS sobe de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57.

Os benefícios pagos neste início de 2021 são da competência dezembro de 2020 e, por isso, ainda não estão reajustados. Quem recebe o piso somente receberá o valor corrigido a partir de 25 de janeiro.

Para segurados com renda superior ao piso, os pagamentos com o reajuste terão início em 1º de fevereiro. 

DÉCIMO TERCEIRO

O governo federal já decidiu que vai antecipar o pagamento do 13º salário de aposentados e pensionistas neste ano. O pagamento do abono salarial também será antecipado.

A medida estava em estudo como forma de compensar o fim do auxílio emergencial, programa por meio do qual o governo injetou R$ 254 bilhões na economia, desembolsando recursos para 66,4 milhões de pessoas.

A ideia é que os pagamentos comecem entre fevereiro e março.

Ler matéria completa