Bauru

Economia & Negócios

Com inflação alta, produto de marca própria cresce em farmácia

Canais de varejo de alimentos e vestuário também têm elevado a participação da categoria

por FolhaPress

22/06/2022 - 14h59

João Rosan

A venda de fármacos da categoria cresceu 36% nos primeiros cinco meses deste ano

O mercado de produtos de marca própria das redes de varejo, que tem tradição nas linhas de alimentos, agora se expande com mais força para os produtos de farmácias.

A venda de fármacos da categoria cresceu 36% nos primeiros cinco meses deste ano, segundo levantamento da Nielsen por meio da Abmapro (Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização).

O avanço pode ser atribuído à crise econômica, já que a marca própria, que é mais barata, costuma avançar em momentos de inflação alta.

A presidente da associação, Neide Montessano, diz que as estimativas do setor são de manutenção desse desempenho porque o varejo tem mostrado forte incremento na estratégia de marcas próprias.

Segundo ela, os canais de varejo de alimentos e vestuário também têm elevado a participação da categoria.

Ler matéria completa

×